A última polémica entre o bilionário Donald Trump e Ted Cruz, senador do Texas, que disputam a nomeação do partido republicano dos Estados Unidos para entrarem na corrida à Casa Branca, tem origem numa sessão fotográfica com mais de 15 anos. Tudo começou quando o grupo Make America Awesome, um movimento ativista contra a candidatura de Trump, resolveu utilizar fotografias de uma sessão que Melania Trump, mulher do bilionário, fez em 2000 para a revista GQ.

https://twitter.com/FilmLadd/status/712474630821437442

O grupo usou várias imagens da sessão fotográfica e difundiu-as como memes (fotografias acompanhadas de frases humorísticas) pela Internet.

6 fotos

Donald Trump não gostou da brincadeira e não tardou a recorrer ao Twitter para acusar o rival Ted Cruz da autoria da mesma, embora Liz Mair, responsável pelo movimento independente, tenha reclamado a autoria da “campanha”.

Mesmo depois de esclarecida a situação, Trump acabou por não fazer as tais revelações comprometedoras (“spill the beans”) sobre a mulher de Ted Cruz, mas não desistiu de atacar a imagem de Heidi Cruz, apesar do aviso do adversário político de que tal seria “cobardia”.

“As imagens valem por mil palavras”, escreveu Trump como legenda da fotografia com as duas mulheres lado a lado, que publicou na rede social Twitter.

Ted Cruz, que é sobejamente conhecido pela forma grosseira como fala, respondeu a Donald Trump através de um post na mesma rede social, num tom moderado que surpreendeu os norte-americanos.

“Donald, homens a sério não atacam mulheres. A tua esposa é adorável, e Heidi é o amor da minha vida”, escreveu Ted Cruz.