O modelo passa a integrar, de forma assumida, a classe dos SUV e, face ao seu antecessor, destaca-se por ter crescido 8 cm em comprimento (total de 4,45 m) e 6,2 cm entre eixos (total de 2,675 m), e por ser, em média, 100 kg mais leve, já que tem por base a plataforma modular EMP2 do Grupo PSA.

A tão ambicionada filosofia SUV começa por fazer sentir-se nas linhas exteriores, indiciadoras de um espírito mais aventureiro, sobretudo por via da frente verticalizada, da elevada linha de cintura, das protecções de carroçaria e da altura ao solo de 22 cm. A vocação mais aventureira é depois reforçada pela presença de sistemas como o controlo de tracção avançado – que oferece os modos de funcionamento Normal, Neve, Lama, Areia e ESP Off –, e o controlo automático de descidas, com uma nova função que mantém a velocidade abaixo dos 3 km/h. Já quanto a eventuais versões de tracção integral, nada é referido, por ora, pela marca do leão.

10 fotos

Outro dos grandes trunfos do novo 3008 é o interior, mais versátil e funcional, com ênfase para o amplo espaço que o modelo passa a oferecer e para estreia da evolução do i-Cockpit. Para além de esteticamente inovadora, esta solução apresenta óbvias vantagens ao disponibilizar 14 botões de accionamento directo, que simplificam a vida de quem vai a bordo. O i-Cockpit conta com um painel de instrumentos virtual totalmente configurável, a cargo de um ecrã de alta resolução de 12,3”. O volante é agora mais compacto, com secções inferior e superior planas, para não esconder o painel de instrumentos visível por cima deste. Destaque ainda para o ecrã táctil de 8”, que permite comandar o sistema de infoentretenimento, e para o head-up display, que projecta várias informações num pequeno vidro retráctil colocado por cima do painel de instrumentos.

8 fotos

Ao nível dos materiais, a evolução é notável: plásticos mais macios e agradáveis ao tacto em todo o tablier e no interior das portas da frente conferem uma sensação de maior qualidade, para o que também contribui o revestimento a tecido do pilar A.

A bagageira cresce, atingindo agora 520 litros, que podem chegar aos 1580 litros, mediante o rebatimento assimétrico Magic Flat dos bancos traseiros. Um alçapão sob o respectivo piso fornece espaço de arrumação extra, havendo ainda a possibilidade de serem instaladas na mala as estações de fixação e recarga das bicicleta (e-Bike) e trotineta (e-Kick) articuladas eléctricas que a Peugeot propõe ao condutor do 3008 como solução adicional de mobilidade para os grandes centros urbanos.

Quanto a motores, o novo 3008 contará com os serviços das unidades a gasolina 1.2 PureTech de 130 cv (com caixa manual de seis velocidades ou, opcionalmente, automática com o mesmo número de relações) e 1.6 THP de 165 cv (proposta apenas com transmissão automática). Entre os diesel marcarão presença o 1.6 BlueHDi de 100 cv (caixa manual de cinco velocidades), o 1.6 Blue HDi de 120 cv (caixa manual de seis velocidades ou automática em opção) e as versões de 150 cv e 180 cv do motor 2.0 BlueHDI, ambas disponíveis somente com caixa automática.

O condutor pode ainda dispor do Drive Sport Pack, estreado no 308, que faz variar a parametrização e a resposta da direcção, do acelerador, do motor e da caixa automática, a sonoridade do motor e a configuração do painel de instrumentos, seja a respectiva cor de fundo, seja a informação prestada ao utilizador.