Tentando colocar um ponto final numa fase de alguma incerteza, durante a qual até o lançamento do Giulia foi sendo constantemente adiado, a Alfa Romeo começa agora a querer desvendar um futuro mais risonho, sustentado em vários novos modelos. Assim e depois do Stelvio, que muitos designam já como o primeiro utilitário desportivo na história da marca de Arese, a Alfa Romeo estará a preparar o seu futuro segmento D – rival anunciado de propostas premium como o Classe E, o A6 ou o Série 5.

Segundo os últimos rumores, o novo modelo, que poderá assumir a designação de Giorgio, só deverá chegar ao mercado no final de 2018, com a promessa de um grande enfoque na tecnologia de ponta. A começar, pela propulsão híbrida e condução autónoma.

O Alfa Romeo Giorgio terá por base uma variante alongada da mesma plataforma utilizada no Giulia, com motores que deverão passar pelo 2.2 turbodiesel e 2.0 a gasolina, além de um V6 2.9 made by Ferrari. De base, o Giorgio será um modelo de tracção traseira, embora possa igualmente vir a ter uma versão de tracção integral.