A família real britânica está de visita oficial ao Canadá, onde ficará durante uma semana, e o primeiro-ministro canadiano, Justin Trudeau, fez questão de ir receber, no sábado, os duques e os príncipes de Cambridge ao aeroporto. No entanto, o príncipe George não o quis cumprimentar…

No vídeo partilhado nas redes sociais veem-se as inúmeras tentativas que o primeiro-ministro canadiano fez de cumprimentar a criança, mas o príncipe herdeiro não estava para aí virado e recusou veemente, abanando a cabeça.

Trudeau agachou-se para ficar ao nível de George (como costuma fazer o pai) e foi tentando vários high five e até um aperto de mão, mas nada funcionou. Depois, conseguiu apenas trocar umas palavras com o pequeno príncipe.

Foi um momento embaraçoso para o primeiro-ministro do Canadá e os canadianos também parecem não ter gostado da atitude da criança.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

https://twitter.com/EmMcCon/status/780016141322162176

O príncipe já tem um histórico de encontros não convencionais com chefes de Estado. George parece ter simpatizado com Barack Obama e cumprimentou-o com um aperto de mãos… de pijama.

Mais tarde, o presidente dos EUA brincou com a situação afirmando que foi como “um estalo na cara” e uma clara violação do protocolo.

337333F100000578-3554403-image-a-111_1461355488294

É a primeira vez que o príncipe e a sua irmã mais nova, a princesa Charlotte, visitam o Canadá. Já os seus pais, o duque e a duquesa de Cambridge, estiveram no país em 2011.

No domingo, William e Kate visitaram o Immigration Services Society of British Columbia para conhecer o pessoal e os voluntários que ajudaram os recentes migrantes e marcaram reunir-se com jovens líderes de várias indústrias no Canadá e com alguns socorristas de Vancouver.

Antes de deixarem o Canadá a 1 de outubro, o casal espera ter mais de 30 encontros, incluindo com as comunidades aborígenes do Canadá.

William pode vir a suceder a sua avó a rainha Elisabeth, que é a chefe de Estado do Canadá desde que subiu ao trono de Inglaterra em 1952.