Todos os bebés nascidos na Escócia vão receber “caixinhas de bebé” com dezenas de produtos essenciais, anunciou este fim de semana a primeira-ministra escocesa Nicola Sturgeon. A medida, que entra em vigor a 1 de janeiro, tem como objetivo diminuir a mortalidade infantil.

As caixas, que incluem cerca de 80 itens úteis para recém-nascidos, trazem roupas e fraldas. E a própria caixa pode servir de berço, caso os pais não tenham uma cama para o bebé e para evitar que os coloquem a dormir na cama do casal.

A ideia foi inspirada num programa semelhante que foi promovido na Finlândia. A primeira-ministra escocesa acredita que este programa “ajudou a que a Finlândia tenha das taxas de mortalidade infantil mais baixas do mundo”.

O programa, que vai arrancar numa área piloto, é um “símbolo de uma crença que simboliza a igualdade de condições” para todas as crianças, acrescentou Nicola Sturgeon.

A experiência faz parte de uma revisão geral dos cuidados prestados à infância do país e não contém quaisquer custos. O desenho da caixa irá ser apresentado no próximo mês em parceria com a V&A, um museu de design em Dundee.