Parece que o assalto à socialite Kim Kardashian teve a mão da ‘velha guarda’. Já tinha sido noticiado que alguns dos suspeitos eram conhecidos das autoridades francesas por já terem cometido crimes do género. Sabe-se agora que dois dos principais suspeitos, de 60 e 72 anos de idade, além de conhecidos das autoridades são tidos como veteranos neste tipo de assaltos e membros da comunidade cigana francesa Manouche. Estes dois suspeitos e os outros três que terão estado no quarto da estrela norte-americana são tidos como os mais velhos e experientes. Os detidos mais novos estão associados à tarefa de arranjar compradores para as jóias furtadas.

De acordo com a BBC, um fonte policial confirmou que três dos 17 suspeitos detidos na passada segunda-feira foram entretanto libertados, um deles o motorista da estrela norte-americana, sem que estejam acusados de qualquer crime. Os outros 14 ficaram em prisão preventiva. É ainda sabido que as jóias furtadas durante o assalto não foram encontradas, mas cerca de 200 mil euros, que se encontravam na posse dos detidos, foram apreendidos pelas autoridades.

Soube-se também que foi através da mordaça colocada, durante o assalto, à estrela da série Keeping Up With the Kardashians, que as autoridades conseguiram obter o ADN de um dos assaltantes, que será o homem de 60 anos.