O presidente e líder parlamentar do PS vem separa as águas, depois da polémica declaração de João Galamba sobre o Presidente da República Marcelo Rebelo de Sousa no caso da Caixa Geral de Depósitos. Para Carlos César, Galamba não estava a falar como deputado e porta-voz do partido.

Questionado pelo Observador sobre se João Galamba estava a falar em nome do PS, quando disse num programa televisivo que Marcelo está “profundamente implicado” no caso da Caixa , Carlos César respondeu de forma curta: “João Galamba não participa nesse programa como deputado ou como porta-voz” do PS. O Observador tentou contactar João Galamba várias vezes durante a tarde, mas sem sucesso.

Carlos César não quis alongar-se em mais comentários sobre as declarações de Galamba que, esta tarde, Marcelo Rebelo de Sousa recusou comentar. O socialista, que é deputado, vice-presidente da bancada parlamentar e ainda o porta-voz do partido, disse no programa “Sem Moderação”, transmitido quarta-feira à noite pela TSF e o Canal Q, que o Presidente era tão responsável no caso da Caixa Geral de Depósitos como o ministro das Finanças: “Tudo aquilo de que é acusado Mário Centeno pode Marcelo Rebelo de Sousa ser acusado da mesma coisa”