São nada menos do que 2,9 milhões os veículos abrangidos, em quase todas as regiões do mundo, pelo mais recente recall anunciado pela Toyota. Em causa estão, mais uma vez, os airbags defeituosos da Takata, não só responsáveis pela maior acção de serviço da história da indústria automóvel, como ligados a, pelo menos, 16 mortes, na sua maioria ocorridas nos EUA.

O problema está no sistema pirotécnico de insuflação do airbag, a cargo de um composto químico (nitrato de amónia) que, em caso de deflagração do airbag, decorrente de um acidente, pode explodir com excessiva violência quando depois de sujeito a altas temperaturas durante longos períodos, assim anulando a eficácia do dispositivo. Um risco que levou as autoridades de diversos países a exigir a retirada do mercado de mais de cerca de 100 milhões de airbags.

Esta campanha de serviço da Toyota abrange, em Portugal, 7009 veículos: 6607 Auris E150 (produzidos entre Janeiro de 2010 e Setembro de 2012) e 402 Corolla E150 (produzidos entre Janeiro de 2010 e Dezembro de 2012).

Os respectivos proprietários serão em breve contactados directamente pela Toyota Caetano Portugal, representante da marca japonesa para o nosso país, a fim de, em função da respectiva disponibilidade, se deslocarem a um concessionário oficial no sentido de resolver esta questão. A intervenção demora cerca de duas horas e é, como seria de esperar, totalmente gratuita.