Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Na sequência do mais recente surto de sarampo em Portugal (foram confirmados 25 casos até ao momento), os partidos com assento parlamentar defenderam em uníssono: era preciso informar e sensibilizar a população para a questão das vacinas e pôr em marcha uma campanha de apelo ao cumprimento do Plano Nacional de Vacinação.

Este sábado, o ministério da Saúde responde ao pedido e junta, em seis vídeos de 20 segundos apenas, várias figuras de relevo na área, a advogar o “dever cívico e social” de promover a vacinação das crianças portuguesas.

Adalberto Campos Fernandes não é um dos protagonistas dos filmes — em compensação, Ana Jorge, também médica, ex-ministra da Saúde entre 2008 e 2011, é uma das personalidades a quem a campanha dá voz: “As crianças não vacinadas estão em risco de vida. Proteger o seu filho é proteger também as outras crianças. Está comprovado que todas as vacinas do Plano Nacional de Vacinação protegem o seu filho das doenças infecciosas mais frequentes”.

[jwplatform Ow1lH5tV]

Miguel Guimarães, bastonário da Ordem dos Médicos; Ana Rita Cavaco, bastonária da Ordem dos Enfermeiros; Ana Paula Martins, bastonária da Ordem dos Farmacêuticos; Maria do Céu Machado, pediatra; e Francisco George, diretor-geral de Saúde, completam o sexteto.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

“A vacinação é um dever que todos nós temos: pais, avós, todos temos o dever social de promover a vacinação das crianças. É fundamental para continuarmos o caminho que colocou Portugal numa posição cimeira a nível mundial”, explica George, no seu vídeo.

[jwplatform DfrHmIV6]

Veja os outros.

[jwplatform i1G9VwzO]

[jwplatform 0gLr1ZzP]

[jwplatform C44yrQ52]

[jwplatform AbF5bxHc]