O secretário-geral da Amnistia Internacional, Salil Shetty, visitou este sábado a diretora da instituição na Turquia, Idil Eser, que foi detida em Istambul.

Idil Eser, diretora da Amnistia Internacional na Turquia, foi detida pela polícia no início de julho, na companhia de outros sete ativistas, no momento em que se encontravam numa ação de formação sobre segurança informática na ilha turca de Buyukada.

Além de militantes turcos dos direitos humanos, Idil Eser estava acompanhada por dois formadores — um sueco e outro alemão.

Em declarações hoje aos jornalistas à saída da prisão, Salil Shetty disse que Idil Eser se encontrava bem, mas questionou “o porquê de [a ativista] estar presa uma vez que não fez nada ilegal”.

O responsável frisou que “estas pessoas estão presas apenas pelo seu trabalho na área dos direitos humanos” e vincou que “devem ser libertadas imediatamente”.