Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

O Governo decidiu entregar a gestão das florestas públicas a uma empresa que vai ser criada no próximo ano, anunciou esta terça-feira o ministro da Agricultura, Floresta e Desenvolvimento Rural, Luís Capoulas Santos, citado pela TSF.

“O governo decidiu e terá expressão orçamental neste Orçamento de Estado criar uma empresa pública para a gestão da floresta. Nós queremos que o Estado avance, dê o exemplo e possa ter uma atitude mais pró-ativa, que demonstre à sociedade civil que é possível gerir a floresta de acordo com os novos instrumentos”, afirmou Capoulas Santos.

Fica fora de hipótese uma possível privatização da gestão da floresta, um cenário para que apontavam alguns rumores nos últimos tempos, depois do incêndio que consumiu 80% do pinhal de Leiria.

A informação foi transmitida pelo ministro na audição na especialidade do Orçamento de Estado. O ministro acrescentou que vão aumentar até final de 2019 o número de equipas de sapadores florestais, para 500 equipas.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR