O presidente da Autoridade Palestiniana, Mahmoud Abbas, considera que os Acordos de Oslo, ou qualquer outro firmado posteriormente, deixaram de estar em vigor devido à posição dos Estados Unidos que reconheceu Jerusalém como capital de Israel.

“A decisão sobre Jerusalém liberta-nos de todos os acordos que já assinamos. Por exemplo os Acordos de Oslo (1993). Os documentos foram assinados, mas para nós já não são vinculativos” disse Abbas durante a cimeira extraordinária da Organização para a Cooperação Islâmica que decorre em Istambul.

“Já não estamos comprometidos com nenhum acordo”, insistiu o líder palestiniano no discurso em que anunciou o fim do papel desempenhado pelos Estados Unidos no conflito israelo-palestiniano.

A Organização para a Cooperação Islâmica (OCI), composta por 57 países está reunida em Istambul e foi organizada pelo presidente turco Recep Tayyid Erdogan que defendeu, durante a sessão da abertura, o reconhecimento de Jerusalém Ocidental como capital do Estado palestiniano.