Que o programa de humor norte-americano Saturday Night Live (SNL) é pouso habitual para grandes estrelas, não é novidade. Mas no programa do passado sábado, 5 de maio, houve uma em particular que chamou à atenção: Stormy Daniels, a atriz de filmes pornográficos que afirma ter sido subornada por Donald Trump, através do advogado Michael Cohen, para não falar do caso extra-conjugal que alegadamente tiveram 2006.

O SNL costuma ter sempre um convidado especial que participa em vários sketchs ao longo do programa. O desse sábado foi Daniel Glover, rapper e ator norte-americano, mas quem chamou mais à atenção foi mesmo Daniels, que apareceu no final da rábula introdutória do programa.

O polémico sketch começa com o ator Ben Stiller, que interpretava o advogado Michael Cohen, a ligar a Alec Baldwin, que costuma ‘vestir’ a pele do presidente norte-americano no SNL. A conversa telefónica centrava-se na enorme preocupação de Cohen em relação aos escândalos legais que envolvem Trump. Depois de vários telefonemas a outras personagens como Rudy Giuliani (ex- de Nova Iorque e atual representante legal de Trump, que era interpretado por Kate McKinnon), Ivanka Trump (Scarlett Johanson) ou Jared Kushner (Jimmy Fallon), Baldwin pede a Stiller para o por a falar com Stormy Daniels, para resolver as coisas de uma vez por todas. A surpresa surge quando a atriz porno aparece.

“O que é que precisas para fazer com que tudo isto se vá embora?” pergunta Baldwin. “Uma demissão”, responde Daniels. Logo a seguir, enorme aplauso do público (o SNL é gravado ao vivo). A apoteose surge pouco depois, quando a própria Stormy Daniels afirma: “Eu sei que não acreditas nas alterações climatéricas, mas tens aí uma tempestade [“storm”, em inglês. um trocadilho com o nome fictício da atriz] a chegar.”

Este cameo de Stormy Daniels surge depois de uma semana caótica na Casa Branca, causada, em grande parte, pela entrevista polémica que Rudy Giuliani deu à FOX News. Nela, o novo advogado de Trump disse que o presidente dos EUA pagou a Cohen o dinheiro que este tinha avançado, do seu próprio bolso, que serviu para “silenciar” Daniels — transação que o próprio Trump já tinha negado ter existido.

Este episódio também foi explorado na rábula do SNL, principalmente quando Stiller liga a “Giuliani”: “Pessoal, podemos por favor decidir a história que vamos contar? É que toda a gente está a dizer coisas diferentes!”

Veja aqui o clip completo: