Um deslizamento de terras causou esta quinta-feira pelo menos quatro mortos e sete feridos no centro das Filipinas, temendo-se que várias pessoas tenham ficado soterradas, incluindo duas que enviaram mensagens de texto a pedir ajuda, informaram as autoridades.

O deslizamento foi provocado por fortes chuvas e atingiu cerca de 30 casas de duas aldeias situadas no sopé de uma montanha, após o amanhecer na cidade de Naga, na província de Cebu.

O chefe de polícia da cidade de Naga, Roderick Gonzales, disse à agência de notícias Associated Press que equipas de resgate já se encontravam no local e outros elementos já tinham sido enviados para o local. Por enquanto, desconhece-se quantas pessoas viviam nas casas ou quantas conseguiram escapar.

O conselheiro municipal de Naga, Carmelino Cruz Jr., disse que as 15 pessoas morreram e que os sete feridos foram resgatados em dois pontos da área afetada pelo deslizamento de terra.

“Estamos a ficar sem tempo. O solo na área ainda está a vibrar. Estamos a tentar garantir um equilíbrio entre o intensificar dos nossos esforços de resgate e a segurança das equipas”, sublinhou Cruz.

Algumas vítimas ainda conseguiram enviar mensagens de texto após o deslizamento de terra, disse Rodderick Gonzales, enquanto ajudava a supervisionar os trabalhos de busca e salvamento. O responsável informou que três dos mortos eram mulheres idosas e uma criança. 

A presidente da câmara de Naga, Kristine Vanessa Chiong, disse num contacto telefónico que pelo menos 64 pessoas continuam desaparecidas.

Mais de 300 moradores foram retirados da área por razões de segurança, enquanto os trabalhos de resgate prosseguem, indicou um assistente do prefeito, Angelene Templo.

Naga é uma cidade costeira com uma população de mais de 100 mil habitantes. A província de Cebu não foi atingida diretamente pelo tufão Mangkhut, que atingiu o norte das Filipinas no sábado e deixou mais de 80 mortos e 70 desaparecidos, principalmente devido a deslizamentos de terras.

A montanha onde ocorreu, esta quinta-feira, o deslizamento tem pedreiras de calcário e as chuvas podem ter soltado parte da encosta da montanha.