Assalto em Tancos

Presidência da República desmente contactos de Marcelo com ex-Diretor da Polícia Judiciária Militar

145

Marcelo Rebelo de Sousa garante não ter falado com Diretor da Polícia Judiciária Militar sobre a operação de Tancos e desmente troca de informações e documentação sobre o processo.

LUSA

A Presidência da República emitiu esta segunda-feira uma nota a desmentir o conteúdo da notícia avançada esta sexta-feira pelo programa “Sexta às 9″ da RTP, sobre o caso de Tancos.

Na nota publicada no site da Presidência, pode ler-se que o ” Presidente da República nunca recebeu o Diretor da Polícia Judiciária Militar ou qualquer elemento dessa instituição”, que durante a visita a Tancos a 4 de julho de 2017, “não teve qualquer reunião bilateral” com qualquer dos responsáveis presentes na visita.

No segundo ponto da nota emitida, a Presidência rejeita que ”algum membro da Casa Civil ou da Casa Militar” tenha falado ou escrito ao Presidente da República “sobre a operação da descoberta das armas de Tancos, antes de ela ter ocorrido. Nem tão pouco falou ou escreveu sobre a operação, depois de vinda a público, nomeadamente como sendo ou podendo vir a ser ilegal ou criminosa, incluindo quaisquer memorandos ou referências a reuniões com eles relacionados”.

A reportagem da RTP avançava na passada sexta-feira que a Casa Militar da Presidência da República manteve contactos regulares com o ex-Diretor da PJM, antes e depois da recuperação das armas. Essa troca de informações, ainda de acordo com a estação pública, envolveria até um estafeta que, regularmente, se deslocava às instalações da PJM para ir buscar documentação.

De acordo com a nota da Presidência, “não há qualquer documento relativo a operação de recuperação das armas de Tancos, antes ou depois de ter ocorrido, incluindo quaisquer memorandos ou referências a reuniões com eles relacionado” na Casa Civil ou na Casa Militar.

Belém diz ainda que “não existe registo de qualquer estafeta da Presidência da República a entregar ou receber documentação da ou na Polícia Judiciária Militar”.

Esta é já a segunda vez que Marcelo Rebelo de Sousa reage à reportagem da RTP, a primeira vez foi logo na sexta-feira, durante uma visita ao Funchal, onde alertou para os riscos de uma “nebulosa” criada em torno deste caso que dificultava a sua resolução. “Até parece, de vez em quando, que é de propósito”, disse o Presidente da República.

Agora que entramos em 2019...

...é bom ter presente o importante que este ano pode ser. E quando vivemos tempos novos e confusos sentimos mais a importância de uma informação que marca a diferença – uma diferença que o Observador tem vindo a fazer há quase cinco anos. Maio de 2014 foi ainda ontem, mas já parece imenso tempo, como todos os dias nos fazem sentir todos os que já são parte da nossa imensa comunidade de leitores. Não fazemos jornalismo para sermos apenas mais um órgão de informação. Não valeria a pena. Fazemos para informar com sentido crítico, relatar mas também explicar, ser útil mas também ser incómodo, ser os primeiros a noticiar mas sobretudo ser os mais exigentes a escrutinar todos os poderes, sem excepção e sem medo. Este jornalismo só é sustentável se contarmos com o apoio dos nossos leitores, pois tem um preço, que é também o preço da liberdade – a sua liberdade de se informar de forma plural e de poder pensar pela sua cabeça.

Se gosta do Observador, esteja com o Observador. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)