Portugal apreendeu 99 quilos de carne de vacas doentes que tinha sido exportada pela Polónia, vinda de um matadouro que está agora em investigação. O caso foi revelado por uma televisão polaca, a TVN24, e o diretor veterinário polaco divulgou a lista de países para onde pode ter sido exportada a carne em causa. Portugal é um deles, entre Roménia, Suécia, Hungria, Estónia, Finlândia, França, Espanha, Lituânia e Eslováquia. O Ministério da Agricultura confirma que “as autoridades nacionais desencadearam de imediato todas as diligências, tendo apreendido a totalidade do lote de carne (99 Kg), que foi encaminhado para destruição”, garantindo que a carne não chegou ao mercado.

Num comunicado, o ministérios explica que “a Rede de Alerta Rápido, que integra o sistema de Segurança Alimentar da União Europeia, emitiu um alerta dando nota da deteção de um lote de carne de vaca sem condições para entrar na cadeia de consumo, com origem na Polónia, tendo como destino um operador retalhista em Portugal”.

Numa conferência de imprensa, o diretor dos serviços veterinários já tinha revelado que quase 2,700 quilos de carne foram exportados para os nove países europeus já referidos.

O caso foi conhecido através de uma reportagem exibida esta quarta-feira pela TVN24 que mostrava carne a ser preparada de forma a esconder o seu mau estado. Eram retiradas feridas, tumores e todos os sinais que pudessem revelar a falta de condições para consumo. A inspeção veterinária no matadouro era escassa ou nenhuma, de acordo com a reportagem.

O comissário europeu para a segurança alimentar alertou os Estados-membros que possam ter sido afetados para “tomarem medidas rápidas”. Entre 80 e 85% da carne produzida na Polónia tem como destino a exportação.