Renault

Renault junta-se à Waymo para a condução autónoma

A Aliança liderada pelo construtor francês vai associar-se à Waymo, a divisão de condução autónoma da Google e a mais avançada neste domínio, para desenvolver táxis e outros serviços sem condutor.

Segundo o Nikkei, a Aliança liderada pela Renault, que inclui igualmente a Nissan e a Mitsubishi, está a negociar com a Waymo, a divisão da Google para a condução autónoma, uma parceria para o desenvolvimento de veículos sem condutor. Em cima da mesa estão táxis e outro tipo de serviços, que deverão passar por soluções de car-sharing, car-pooling e car-hailing, visando oferecer novas e mais baratas formas de deslocação nas grandes cidades sem recorrer ao carro particular.

A Google é uma das empresas que decidiu desde a primeira hora investir fortemente na condução autónoma e, numa primeira fase, tentou mesmo produzir o seu próprio veículo, dotado com tecnologia capaz de o levar do ponto A ao B sem necessidade de ter alguém aos comandos. Concluiu depois que as margens na produção de automóveis são mais magras do que no desenvolvimento da tecnologia, pelo que o gigante americano colocou de lado o projecto de construir automóveis e concentrou-se exclusivamente no sistema de condução autónoma, tendo criado a divisão Waymo especificamente para esta finalidade.

Há várias empresas a trabalhar na condução autónoma, mas nenhuma se compara com a Waymo em termos de quilómetros percorridos, volume de vias rodoviárias de mapeadas e sofisticação tecnológica, sendo mesmo a única com autorização para circular com passageiros e sem condutor, ou técnico a bordo, capaz de assumir o volante se alguma coisa correr mal. A escolha da Waymo, por parte da Aliança Renault Nissan Mitsubishi, parece ser a via mais rápida e com menores riscos para garantir um lugar na primeira linha, entre as empresas que pretendem disponibilizar rapidamente automóveis sem condutor, assim que a legislação o permita.

A Google optou por não comentar a notícia avançada pelo Nikkei, enquanto um porta-voz da Aliança afirmou que a notícia está baseada em especulações, e que não tinha nada para anunciar. Mas também não a negou.

Pesquisa de carros novos

Filtre por marca, modelo, preço, potência e muitas outras caraterísticas, para encontrar o seu carro novo perfeito.

Pesquisa de carros novosExperimentar agora
Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Finanças Públicas

Como evitar um 4º resgate? /premium

Paulo Trigo Pereira

Portugal necessita de mais doze anos (três legislaturas completas) de crescimento económico e de finanças públicas quase equilibradas para sair da zona de risco financeiro em que ainda se encontra.

Brexit

Boris Johnson /premium

João Marques de Almeida

Em Londres, só um louco ou um suicida é que defenderiam o acordo assinado com a União Europeia. Resta saber se os líderes europeus terão a lucidez de reconhecer o evidente: o acordo que existe morreu.

Ambiente

A onda verde na UE e os nacionalismos

Inês Pina

Se hoje reduzíssemos as emissões de CO2 a zero já não impedíamos a subida de dois graus centígrados. E estes “míseros” dois graus vão conduzir ao fim das calotas polares e à subida do nível do mar.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)