O parlamento chumbou esta quarta-feira, com os votos do PS e do PSD, um projeto de resolução do BE em recomendava a exoneração de Carlos Costa do cargo de governador do Banco de Portugal.

BE, PCP, PEV e PAN votaram a favor, enquanto o CDS-PP optou pela abstenção. O deputado não inscrito Paulo Trigo Pereira também votou contra.

O BE apresentou, há 16 dias, um projeto de resolução em que pedia a avaliação da idoneidade do governador do Banco de Portugal, considerando que Carlos Costa “não pode estar acima de escrutínio”.

O governador do Banco de Portugal não pode estar acima de escrutínio. A suspeita quanto à sua idoneidade é, em si, incompatível com as funções que desempenha”, lia-se no projeto de resolução, em que o Bloco defendia a exoneração do governador do Banco de Portugal.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR