O líder do PSD, Rui Rio, continua a ser o principal líder da oposição, aos olhos dos portugueses, mas está em queda — segundo a sondagem da Pitagórica divulgada esta sexta-feira pela TSF e Jornal de Notícias. A mesma sondagem indica, também, que Assunção Cristas está a perder protagonismo e foi ultrapassada pela coordenadora do Bloco de Esquerda (BE), Catarina Martins, enquanto figura política que os portugueses mais associam com a oposição a António Costa.

Desde que começou a ser feito este barómetro, em abril, Catarina Martins conseguiu duplicar a perceção de que está a fazer oposição ao Governo, embora seja o apoio do BE (além de PCP e PEV) que deram a António Costa capacidade para formar maioria parlamentar. Se em julho 13% dos portugueses viam Catarina Martins como rosto da oposição, nesta nova edição da sondagem a percentagem subiu para 16%.

Assunção Cristas, a líder do CDS, era vista como protagonista da oposição em abril por 27% dos inquiridos — um valor que caiu para 17% em julho e, agora, 13% em agosto.

O presidente do PSD, Rui Rio, continua a ser o principal rosto que a população vê como líder da oposição mas, segundo a sondagem, Rio perdeu oito pontos percentuais em apenas um mês (para os 30%).

Quem também dá alguns sinais de perda de popularidade, embora continue em níveis elevados, é o Presidente Marcelo Rebelo de Sousa. Em julho 92% faziam uma avaliação positiva, um valor que caiu em agosto para 87%.

A sondagem indicou, também, que quando se compara o Presidente da República com o primeiro-ministro, 60% diziam em julho que confiavam mais no Presidente — agora são 53%. Só 8% dizem confiar mais no primeiro-ministro, António Costa.