O CEO da Automobile Dacia e director-geral do Grupo Renault na Roménia, Christophe Dridi, juntamente com o diretor-geral do Grupo Renault Itália, Xavier Martinet, entregaram ao Papa Francisco um Dacia Duster especialmente preparado para satisfazer as necessidades de mobilidade do Sumo Pontífice.

A oferta teve lugar no estado do Vaticano, numa cerimónia onde Xavier Martinet aproveitou para realçar a directiva máxima do grupo que representa:

Com este presente a Sua Santidade, o Grupo Renault renova o seu forte e contínuo compromisso de colocar o homem no topo das suas prioridades”,  declarou o diretor-geral do Grupo Renault Itália.

Baseado no Duster, com 4,34 metros de comprimento e 1,80 metros de largura, o novo “Papamóvel” possui carroçaria em branco e interiores bege. Em comunicado, o grupo francês faz saber que a marca low-cost romena colocou o seu Departamento de Protótipos e Necessidades Especiais a colaborar com o transformador Romturingia para que o Papa Francisco recebesse um Duster 4×4 único.

A versão transformada possui cinco lugares, sendo que um dos assentos traseiros “é particularmente confortável e integra soluções e acessórios especificamente desenhados para o tornar adaptado às necessidades específicas do Vaticano”. Um grande tejadilho panorâmico, uma super estrutura amovível de vidro, uma distância ao solo 30 milímetros inferior em relação à versão normal, para facilitar o acesso a bordo, bem como elementos de suporte externos e internos diferenciam o Duster papal dos demais.