Todos temos sonhos inimagináveis. Daqueles impossíveis que gostamos de pensar que um dia podem realizar-se… se o Pai Natal existisse. E podem ser sonhos dos mais variados. Viajar pelo mundo, comprar uma casa, escrever um livro, ser mais ecológico, fazer um safari em África, criar um negócio próprio, mudar de carreira… São estes sonhos que nos movem pelo dia-a-dia. Que nos dão um propósito, algo por que lutarmos.

Mas muitas pessoas desistem dos seus sonhos porque acreditam que não conseguem realizá-los, o que acaba por levar a uma vida de frustração e vazio. O Pai Natal não existe e não vale a pena sonhar. Mas é aí que se engana. Passamos a vida a dar desculpas. Ou somos demasiado velhos para perseguir um sonho ou demasiado novos para que nos levem a sério. Mas tudo se resume ao medo de falhar. Esse maléfico que nos atormenta desde sempre.

Este Natal, aproveite o embalo dos dias mágicos e do final do ano para pensar em como é que vai realizar os seus sonhos. Não é preciso acreditar no Pai Natal. Só precisa de começar a fazer por isso. Reunimos algumas dicas que podem motivar.

1

Steve Jobs em tempos disse: “não podemos deixar que o barulho das opiniões dos outros afunde a nossa própria voz interior”. E isto pode ser óbvio mas não deixa de ser verdade. Se há algo que realmente quer fazer, não deixe que a opinião de quem o rodeia fale mais alto. Vejamos o exemplo de Greta Thunberg: uma criança com um propósito. Se quer ser mais ecológico não tem de gritar para que o ouçam. Pode começar por fazer algo apenas por si próprio. Por que não comprar uma bicicleta e deixar mais vezes o carro à porta de casa? O mundo não precisa que uma única pessoa faça um gesto grandioso. Precisa, sim, que milhões de pessoas façam gestos pequenos.

2

As pessoas de sucesso sabem que podem falhar e constroem os seus sonhos em torno das suas fraquezas, ao invés de as ignorarem. “Eu posso aceitar o falhanço porque toda a gente falha em qualquer coisa. Mas eu não posso aceitar não continuar a tentar”. Quem o disse foi Michael Jordan que, eventualmente, continuou a tentar até se tornar o maior jogador de basquete de todos os tempos.

E o que todos nós podemos fazer é assumir o controlo das nossas falhas e aprender com elas para que nos tornemos melhores naquilo que fazemos. Em conclusão: vai sempre falhar. Qualquer que seja o seu sonho, peça ajuda nas suas fraquezas, aprenda com as falhas e esteja sempre a melhorar.

3

Sem esforço, o talento não é nada mais do que potencial não alcançado. Este tem sido um mantra partilhado por J. K. Rowling várias vezes. Perseverança,  dedicação e rotina são as dicas da autora. Se o seu sonho é escrever um livro, por exemplo, não basta pensar que gostava muito de o fazer mas… Tem de começar a escrever todas as ideias. Mesmo que uma pequena voz lá no fundo da sua cabeça lhe diga que nunca vai conseguir, nós somos aquilo que fazemos todos os dias. A repetição leva à perfeição.

4

Gostava de criar um negocio próprio ou de mudar de carreira? E o que é que fez por isso nos últimos doze meses? “A mudança nunca irá acontecer se esperarmos por outra pessoa ou por um tempo melhor. Nós é que estamos à espera”, disse Barack Obama e a verdade é que não é o Pai Natal que vai mudar a sua vida. Tudo depende de si. Comece a trabalhar para que, nos próximos meses, possa dar um passo a favor desse sonhos. Faça cursos, aprenda mais sobre aquilo que quer fazer, estude, comece efetivamente a trabalhar para si.

5

Muita gente acredita no poder da mente e muitos atletas de sucesso são conhecidos por usar a afirmação e a visualização, duas ferramentas positivas que aumentam a capacidade de atingir os objetivos. Mohammad Ali uma vez disse: “É a repetição das afirmações que leva à crença. E uma vez que essa crença se torna uma convicção profunda, as coisas começam a acontecer.” Se está continuamente a dizer para si próprio que gostava de fazer qualquer coisa mas (porque há sempre um mas) não tem tempo, ou não tem dinheiro, ou não tem possibilidade ou capacidade, comece a adotar uma mentalidade positiva. Se quer viajar pelo mundo mas todos os anos se queixa que não tem dinheiro, comece a criar um plano de poupança que lhe permita fazer uma viagem por ano. Quantos jantares ou cafés ou compras a menos vale a viagem que quer fazer?

Qualquer que seja o seu maior sonho, ele pode realizar-se. E pode começar por criar pequenos hábitos fundamentais. No livro The Power of Habit (uma leitura que também pode fazer no próximo ano), Charles Duhigg explica que hábitos fundamentais criam uma reação em cadeia.

Imaginando que o seu sonho para o próximo ano é passar um mês na Índia ou ser mais saudável, pode começar por mudar e reorganizar outros dos seus hábitos diários para que o caminho para este sonho entre na sua rotina. Para pagar o seu mês na Índia, pode criar uma meta de seis meses para ter uma renda extra e, durante esse tempo, vai trabalhar todos os sábados. Para ser mais saudável pode criar um hábito de acordar uma hora mais cedo todas as manhãs. Com mais tempo, é mais provável que faça um pequeno-almoço mais saudável ou uma aula no ginásio e, aos poucos, estes novos hábitos vão tornar o seu sonho cada vez mais próximo. Onde é que está o Pai Natal? Dentro de nós próprios.

Descubra outras sugestões em https://observador.pt/seccao/mercado-de-natal-2019/