Se quiser, pode pôr o seu smartphone a apoiar a luta contra a Covid-19. Como? Instalando uma app gratuita. A promessa, e pedido, é da Fundação Vodafone Portugal, que lançou a DreamLab, uma aplicação que usa o telemóvel em que está instalada para processar cálculos que são depois analisados por cientistas do Imperial College London, no Reino Unido.

Na prática, a app funciona aplicando o princípio de “união faz a força”, mas juntando os dispositivos que utilizamos todos os dias. Como explica em comunicado a Vodafone, esta app alia a tecnologia de inteligência artificial e o poder de processamento dos smartphones para criar “um supercomputador virtual com capacidade para analisar milhões de dados”.

Enquanto que um computador ligado 24 horas por dia levaria décadas a processar estes dados, uma rede de 100 mil smartphones, com a aplicação ativa durante a noite, consegue realizar o mesmo trabalho em apenas dois meses“, diz a Vodafone.

A DreamLab foi desenvolvida pela Fundação Vodafone Austrália em 2017 para ajudar na investigação contra o cancro. Agora, o algoritmo foi “reprogramado para ser utilizado no combate ao COVID-19 em vários países onde a Vodafone está presente”, diz ainda a empresa.

Numa “primeira fase” de recolha de dados, a operadora de telecomunicações afirma que o pretendido é “identificar medicamentos e moléculas dos alimentos com propriedades antivirais”. Depois, “pretende-se otimizar a combinação entre estes medicamentos e os alimentos, de forma a melhorar a sua eficácia no tratamento do coronavírus”.

Este é o verdadeiro exemplo de como a tecnologia pode ser usada para melhorar a vida das pessoas, e mais relevante se torna quando todos podem dar o seu contributo”, refere Mário Vaz, presidente executivo da Vodafone Portugal.

De acordo com o investigadores do Imperial College London que fazem parte do projeto, “a longo prazo”, a recolha destes dados processados de vários smartphones “pode acelerar o acesso a medicamentos eficazes e permitirá tratamentos personalizados” contra a Covid-19.

Quem for cliente Vodafone e quiser participar neste projeto ao fazer o download da app não vai ter acréscimo no custo de dados. Contudo, e sendo uma app que está disponível para clientes de todas as operadoras de telecomunicações, a Vodafone deixa um aviso: “Recomenda-se a utilização do Wi-Fi [acesso a redes de internet fixas]”.

Quanto a dados pessoais, a empresa diz ainda que a “DreamLab não acede a informação privada dos equipamentos para conseguir utilizar a capacidade de processamento dos telefones”. Além de Portugal, esta aplicação está disponível em Itália, Espanha, Reino Unido, Alemanha, Roménia, Austrália, Nova Zelândia, África do Sul, Gana e no Lesoto.

Se quiser, pode fazer o download para nas lojas oficias dos sistemas operativos iOS (da Apple) ou Android (da Google).