Era uma vez um vírus” é o título de um curto vídeo de propaganda difundido pela agência de noticias oficial chinesa, a Xinhua, que ridiculariza a resposta norte-americana à propagação do novo coronavírus – ao mesmo tempo, claro, que elogia a atuação do governo chinês. O vídeo usa peças de Lego para contar a história, o que já levou a empresa dinamarquesa a sublinhar que não teve “qualquer envolvimento” na produção.

As duas principais personagens são um guerreiro “terracota” chinês usando  máscara cirúrgica e uma imagem da Estátua da Liberdade, também em Lego. Na versão dos acontecimentos contada por este vídeo, a China aparece a avisar em janeiro (não especificando quando, em janeiro), que havia um novo vírus perigoso, ao que a Estátua da Liberdade responde “é apenas uma gripe”.

O que a China (não) fez para evitar a pandemia. O resto do mundo pode pedir contas ao regime?

Mais tarde, em “março”, é ridicularizada a acusação por Trump de que a China escondeu informações sobre o vírus, ao que o guerreiro chinês responde que tinha avisado que o vírus era perigoso.

“Nós temos sempre razão, mesmo quando nos contradizemos”, diz a Estátua da Liberdade, já doente. “É isso que eu adoro em vocês, americanos: a vossa consistência”.

Veja aqui o vídeo, em inglês:

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

O vídeo já foi visto mais de 1,8 milhões de vezes no Twitter e mais de meio milhão de vezes no Youtube.