Portugal tem 26.715 casos confirmados de Covid-19, segundo o Relatório da Direção Geral da Saúde sobre a situação epidemiológica no país desta quinta-feira, dia 7 de maio. Houve um aumento de 533 casos, num acréscimo percentual de 2%, mais 0,1% do que na véspera, o que em termos brutos não acontecia desde 25 de abril (a partir daí foi sempre abaixo dos 500). Já o número de mortes subiu de 1.089 para 1.105, mais 16, o que fez descer ligeiramente a taxa de letalidade para 4,14% (4,16% na véspera). Por fim, o número de casos recuperados passou para 2.258, mais 182 do que na véspera, uma subida de 8,8%, depois dos 333 recuperados em 24 horas na véspera.

Boletim DGS. Lisboa e Vale do Tejo teve hoje 83,3% dos novos casos no dia em que houve o maior número de recuperados em 24 horas

Em paralelo, num dia em que se confirmou a preponderância de casos na região de Lisboa e Vale do Tejo em comparação com o Norte (bem como a maior incidência entre pessoas abaixo dos 50 anos, com 65% dos novos casos), nota ainda para a terceira subida consecutiva no número de casos internados, desta vez com mais 36 do que na véspera (subida de 4,3%). Depois da grande descida na segunda-feira de 5%, houve entre terça-feira e hoje um aumento de 61 casos internados, contrariando a tendência das últimas duas semanas e meia. Também o número de contactos em vigilância com as autoridades de Saúde subiram 11,1% (mais 2.739 casos).

Este artigo é exclusivo para os nossos assinantes: assine agora e beneficie de leitura ilimitada e outras vantagens. Caso já seja assinante inicie aqui a sua sessão. Se pensa que esta mensagem está em erro, contacte o nosso apoio a cliente.