O bispo de Setúbal, D. José Ornelas Carvalho, foi eleito esta terça-feira presidente da Conferência Episcopal Portuguesa (CEP), substituindo no cargo o cardeal patriarca de Lisboa, D. Manuel Clemente, informou a agência Ecclesia.

A eleição aconteceu durante a Assembleia Plenária do organismo católico, originalmente marcada para abril e adiada por causa do estado de emergência. A Assembleia Plenária da Conferência Episcopal Portuguesa (CEP) está reunida em Fátima desde segunda-feira e até quarta-feira para eleger o substituto de Manuel Clemente, presidente da CEP e também do seu Conselho Permanente.

D. José Ornelas foi eleito presidente do Conselho Permanente da CEP e como vice-presidente os bispos portugueses elegeram Virgílio Antunes, bispo de Coimbra. A vice-presidência da CEP era ocupada pelo cardeal António Marto, bispo de Leiria-Fátima.

O bispo de Setúbal ocupava o cargo de vogal do Conselho Permanente da CEP no último mandato e está à frente da diocese sadina desde 2015, quando foi ordenado bispo, depois de ter sido responsável mundial pela Congregação dos Sacerdotes do Coração de Jesus, refere a Diocese de Setúbal.

D. José Ornelas Carvalho nasceu a 5 de janeiro de 1954, no Porto Cruz, na ilha da Madeira. Fez a sua formação religiosa na Congregação dos Sacerdotes do Coração de Jesus e foi ordenado padre a 9 de agosto de 1981. Doutorado em Teologia Bíblica pela Universidade Católica Portuguesa e especialista em Ciências Bíblicas, foi professor na mesma instituição entre 1983 e 1992 e entre 1997 e 2003.

De acordo com a Diocese de Setúbal, foi superior da Província Portuguesa dos Sacerdotes do Coração de Jesus e mais tarde superior geral dos Dehonianos, cargo que ocupou até 2015. Foi nesse ano que foi ordenado bispo de Setúbal pelo Papa Francisco.

Artigo atualizado às 13h10