Os superdesportivos são os puro-sangue da estrada e se muitos clientes os escolhem meramente por uma questão de estética ou da reputação da marca, há também os que são sensíveis à capacidade de aceleração, de travagem e do comportamento em curva. Em pista, num comparativo orquestrado pela Carwow, estavam desta vez um Ferrari 488 Pista, um Lamborghini Aventador SV e um McLaren 720S.

Entre o 488 Pista e o 720S impera o equilíbrio, sendo ambos tracção atrás, com caixa de dupla embraiagem e sete velocidades e um motor V8 biturbo, com 3,9 litros para o modelo italiano e 4.0 para o inglês. A potência é, em ambos os casos, 720 cv, da mesma forma que o binário está fixado nos 770 Nm.

Frente a esta dupla de luxo surge o Aventador SV, com um motor muito mais nobre, um V12 com 6,5 litros atmosférico, que se por um lado é o mais potente do lote – e, de longe, com o melhor roncar –, por outro, é também o que tem menos força, com 690 Nm. O Lamborghini possui igualmente outra vantagem, que também se transforma numa contrariedade. Referimo-nos ao sistema de tracção integral, o que torna mais eficaz o modelo nos arranques e no comportamento, mas penaliza-o em peso. Contra os 1390 kg do Ferrari e 1420 kg do McLaren, os 1570 kg do Lamborghini limitam-no face à concorrência.

6 fotos

Veja o vídeo e perceba qual é o mais rápido até aos 402 metros com arranque parado (1/4 de milha), para depois o confronto se decidir pela celeridade com que aceleram a partir de 113 km/h (70 mph). O derradeiro teste avalia a capacidade de travagem onde, curiosamente, não vence o superdesportivo mais leve.