O ruído gerado pela apresentação do novo Bronco, rival directo do Wrangler, não ficou sem reacção por parte da Jeep. A marca norte-americana, reconhecida pelas capacidades offroad dos seus modelos, surge com a resposta às preces de muitos dos fãs do Wrangler que há muito ansiavam por ter sob o capot um V8. “O novo Jeep Wrangler Rubicon 392 Concept é a prova de que seus desejos serão realizados em breve”, garante o fabricante.

Na história da marca, é preciso recuar a 1981 para encontrar semelhante proposta no Jeep CJ. Só que, se há 39 anos um V8 de 5,0 litros podia impressionar com os seus 125 cv e 298 Nm de binário, agora o bloco que equipa o Wrangler Rubicon 392 solta uns garbosos 450 cv e 610 Nm de torque, números que o impulsionam de 0 a 100 km/h em menos de 5 segundos.

Os entusiastas do Jeep Wrangler têm nos pedido um Wrangler V8 e nosso novo Wrangler Rubicon 392 Concept prova que temos a capacidade de fazer isso acontecer”, realça o responsável pela marca nos EUA, Jim Morrison, acrescentando que este jipe alia às proverbiais credenciais do Wrangler no fora de estrada uma não menos entusiasmante performance em asfalto. “Este novo Wrangler Rubicon 392 Concept oferece um nível incomparável de desempenho, sendo divertido de conduzir dentro e fora da estrada”, assegura Morrison.

O 4×4 monta pneus todo-terreno de 94 cm (37 polegadas) em jantes beadlock de 43,2 cm (17”), o que lhe permite enfrentar as mais difíceis condições de tracção, para o que também contribui o kit de elevação de fábrica da Jeep Performance Parts de 5 cm. Junte-se-lhe o binário extra, os eixos Dana 44, a caixa de transferência de duas velocidades Selec-Trak, permanentemente activa, e os diferenciais de bloqueio eléctrico Tru-Lok dos eixos e temos um Wrangler no trilho do imparável em todo-o-terreno. Os números, pelo menos, são sugestivos: 34 cm de altura ao solo, capacidade de atravessar cursos de água até 86 cm, ângulos de ataque de 51,6 graus, ventrais de 29,5 graus e ângulos de saída de 40,1 graus.

Segundo a Jeep, foi necessário proceder a alterações para acomodar o V8 de 6,4 litros e uma caixa de oito velocidades “mais robusta”, com uma relação de marchas de 3,73 para uma maior eficácia a ritmos mais acelerados. As modificações estendem-se ainda à suspensão, com novos amortecedores monotubo de alumínio, para incrementar a capacidade de amortecimento e de dissipação de calor. Por fim, e aqui surge o ronco que responde ao Bronco, basta premir um botão para alterar o som do escape