Um aluno da Escola Secundária Afonso Lopes Vieira, em Leiria, foi esta quinta-feira à escola, quando deveria estar em quarentena, avança o Jornal de Leiria. O pai está infetado com o novo coronavírus, a mãe em isolamento profilático e o jovem aguardava o resultado do seu teste, que viria a dar positivo.

O aluno foi à apresentação de turma na escola e esteve numa sala com outros 17 alunos e o diretor de turma. Na mesma sala esteve também a diretora do estabelecimento, Celeste Frazão, e algum staff a alertar para os cuidados e responsabilidades a ter durante a pandemia.

No final do dia, a diretora recebeu um telefonema da autoridade de saúde de Leiria a informar que um aluno tinha testado positivo.

Imediatamente iniciámos os contactos com a turma e com o professor, que hoje não vieram à escola. Como tinham uma distância de mais de um metro e meio e estavam de máscara amanhã deverão regressar”, disse a diretora ao jornal.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

A diretora informou ainda que os alunos que se sentaram perto do jovem infetado estão a ser identificados e que a situação foi denunciada à polícia por ser tratar de “uma grande irresponsabilidade por parte dos pais”.

Já denunciei a situação à polícia. É uma grande irresponsabilidade da parte dos pais. Estamos a reinventar-nos. Esforçámo-nos para criar as melhores condições de segurança sanitária aos alunos e não pode haver atitudes destas que põem em risco toda a comunidade”, salienta.

O aluno terá ainda ido almoçar com dois colegas do curso e um aluno de outra escola da cidade de Leiria. A sala onde esteve já foi devidamente desinfetada pelos Bombeiros.