Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Morreu Bernard Madoff, um investidor norte-americano que ficou conhecido por ser responsável por um dos maiores esquemas de fraude da história financeira mundial, noticia a Associated Press, que cita fonte próxima do investidor.

De acordo com a AP, Madoff, de 82 anos, terá morrido de causas naturais na prisão federal de Butner, na Carolina do Norte.

Bernard Lawrence Madoff foi o fundador de uma sociedade de investimento e de gestão de ativos financeiras, criada com poupanças do investidor quando tinha apenas 22 anos. Durante décadas, a empresa de Madoff foi uma referência em Wall Street na área do aconselhamento financeiro, tendo Madoff chegado ainda a presidir à Nasdaq.

A sua rápida ascensão no mundo dos negócios, aliada à sua história de empreendedorismo, transformou-o numa estrela do mundo financeiro, o que fez a sua carteira de clientes aumentar exponencialmente. Além de ter defraudado grandes associações e bancos, Madoff é também considerado culpado pelo falência de milhares de pessoas de classe média e até baixa, que foram atraídas para o investimento no esquema em pirâmide.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Em março 2009, Madoff confessou que foi responsável por um esquema de Ponzi (em pirâmide) com que enganou milhares de clientes ao longo de décadas. Foi considerado, nesse ano, culpado por uma fraude financeira superior a 65 mil milhões de dólares.Pelos crimes que cometeu e que foram expostos em 2008, em plena crise financeira, foi condenado, em 2009, a uma pena de prisão de 150 anos, que estava a cumprir.

No último ano, o estado de saúde do investidor nova-iorquino, que sofria de insuficiência renal e doença cardíaca,  deteriorou-se e os seus advogados tentaram um último esforço pela sua libertação, alegando o impacto da pandemia de Covid-19. No entanto, o pedido foi recusado.

O esquema de pirâmide com que Bernie Madoff atraía e enganava os seus clientes durou cerca de 40 anos e terá defraudado mais de 37 mil pessoas em 136 países, segundo a CNBC. O investidor de Wall Street foi denunciado em 2008 pelos seus dois filhos, que morreram anos depois — Mark Madoff, em 2010, vítima de suicídio e Andrew Madoff, que morreu em 2014 devido a um cancro.

Desde que o seu esquema foi exposto, os lesados já conseguiram recuperar cerca de 13 mil milhões de dólares.