Os talibãs nomearam vários ministros esta terça-feira, completando a formação do Governo, que não inclui qualquer ministra ou um ministério feminino, disse o seu porta-voz, Zabihullah Mujahid.

O novo regime afegão anunciou a primeira parte do seu Governo, incluindo muitos dos líderes históricos do movimento, em 7 de setembro, três semanas após terem tomado o poder.

UE mantém “presença mínima” em Cabul mas não reconhece governo talibã

A lista final foi apresentada esta terça-feira pelo porta-voz do Governo, Zabihullah Mujahid, numa conferência de imprensa na capital afegã, Cabul.

A lista de ministros indica que os talibãs não foram influenciados pelas críticas internacionais e que estão a aplicar uma linha dura, apesar das promessas iniciais de inclusão e defesa dos direitos das mulheres.

Portugal e UE continuam focados na retirada de europeus do Afeganistão e apoio humanitário

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Os talibãs conquistaram Cabul em 15 de agosto, concluindo uma ofensiva iniciada em maio, quando começou a retirada das forças militares norte-americanas e da NATO, que se encontravam no país desde 2001, na sequência do combate à Al-Qaida após os atentados terroristas de 11 de setembro de 2001.