No fim de semana de Páscoa começou a circular um vídeo nas redes sociais que mostrava um excerto de uma reportagem do canal CMTV na fronteira de Portugal com Espanha em Vila Verde de Raia, em Chaves. Nele, era entrevistado um condutor que, supostamente, teria revelado que tinha ido a França para traficar cocaína. Mas não é verdade que o entrevistado tenha admitido em direto que estava a cometer um crime. Este vídeo é uma montagem de um humorista — que teve o cuidado de alertar nas suas redes sociais que tinha sido reeditado e que a voz não era do condutor. Ainda assim, vários utilizadores começaram a partilhar o vídeo como sendo verdadeiro, em jeito de crítica ao canal CMTV.

Uma das publicações feitas no Facebook, com mais de 10 mil partilhas

No vídeo modificado, o condutor é entrevistado pela jornalista da CMTV que lhe pergunta de onde vem, para onde vai e qual o motivo para estar a passar a fronteira. A resposta (modificada) foi a seguinte:

Olhe minha senhora, estou agora a voltar de França. Estive lá dois dias. Fui lá buscar 10 quilos de coca (SIC) porque estou no desemprego. Não tenho como me orientar e tenho de me fazer à vida. Uma pessoa está desesperada, não tem dinheiro para o comer, o restaurante está fechado, o Estado nunca mais mete mão nisto, continua a não nos deixar trabalhar e eu tenho de me fazer à vida. Fui buscar 10 quilinhos. Agora é chegar a casa, dividir o que tenho a dividir e fazer-me à vida. Pôr isto a render. É assim a vida, minha amiga!”

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

O vídeo foi publicado originalmente na página de Instagram de Toni Montanhas. Na publicação onde  partilha a montagem, o humorista deixa até um alerta precisamente para evitar interpretações erradas: “ATENÇÃO ⚠️ O VIDEO FOI REEDITADO, A VOZ NÃO É A DO AUTOMOBILISTA, É MINHA, É UMA SÁTIRA AO DESESPERO DE MUITA GENTE QUE ESTÁ SEM TRABALHO”.

Ainda assim, o alerta não conseguiu evitar que o vídeo fosse partilhado por outros utilizadores como sendo verdadeiro. Um desses utilizadores foi o ator e humorista Eduardo Madeira, que partilhou o vídeo com a descrição: “Confesso que nutro alguma admiração por este indivíduo”. A diretora de Entretenimento e Ficção da TVI, Cristina Ferreira, deixou também um comentário: “Adoro as pessoas que se dão como malucas”.

Esta partilhada levou o autor do vídeo satírico a deixar também ele um comentário na publicação de Eduardo Madeira a alertar para o facto de se tratar de uma montagem. “É uma montagem feita por mim. Se puderes identificar, já agora, agradeço“, escreveu.

As verdadeiras declarações do condutor em nada correspondem ao que se ouve no vídeo publicado — o que é mais difícil de detetar à primeira vista já que usa máscara de proteção individual. A entrevista a este condutor foi transmitida pelo canal CMTV às 17h16 de dia 2 de abril, no âmbito de uma reportagem feita sobre o controlo policial na fronteira de Portugal com Espanha, de Vila Verde da Raia, em Chaves — fechada como medida restritiva de combate à pandemia.

A entrevista é maior do que o excerto que serviu de base para a montagem:

— Pergunto-lhe de onde vem, para onde vai e qual o motivo para estar a atravessar neste momento aqui a fronteira — diz a jornalista Patrícia Moura Pinto

— Venho de França e venho para ver a família. Tenho uns assuntos a resolver em Portugal e venho por essa razão. Não venho pela Páscoa porque não há festa, mas como tenho uns assuntos pendentes e tenho férias a gozar, resolvi vir. Também a minha esposa encontra-se um bocado doente e tudo junto… — responde o condutor.

— Quantos dias é que vai ficar, posso perguntar?

— Em princípio, duas semanas.

— Hoje têm estado a chegar aqui várias pessoas vindas do estrangeiro. Tem medo que isto se venha a refletir em Portugal passada uma semana, passadas duas, no que diz respeito ao coronavírus? — pergunta ainda a jornalista.

— Por mim, acho que não vai haver problemas porque não tenho intenção de sair de casa. Mas pronto, há sempre pessoas que exageram um bocadinho. E provavelmente poderá ter repercussões, mas penso que não. Porque também não é assim muita gente que está a entrar. Não tenho encontrado muita gente na estrada — remata.

Este vídeo mostra a entrevista original, sem ser modificada pelo humorista:

Conclusão

Circula um vídeo nas redes sociais que mostra um excerto de uma reportagem do canal CMTV em que um condutor, supostamente, teria revelado que tinha ido a França para traficar cocaína. Mas este vídeo é uma montagem feita pelo humorista Toni Montanhas — que teve o cuidado de alertar nas suas redes sociais que tinha sido reeditado e que a voz não era do condutor, mas sim sua. Ainda assim, vários utilizadores começaram a partilhar o vídeo como sendo verdadeiro, em jeito de crítica ao canal CMTV.

No vídeo original, o condutor explica à jornalista que de facto vinha de França, mas para ver a família e para tratar de outros assuntos pessoais.

Assim, de acordo com o sistema de classificação do Observador, este conteúdo é:

ERRADO

No sistema de classificação do Facebook este conteúdo é:

FALSO: as principais alegações do conteúdo são factualmente imprecisas. Geralmente, esta opção corresponde às classificações “falso” ou “maioritariamente falso” nos sites de verificadores de factos.

Nota 1: este conteúdo foi selecionado pelo Observador no âmbito de uma parceria de fact checking com o Facebook.

Nota 2: O Observador faz parte da Aliança CoronaVirusFacts / DatosCoronaVirus, um grupo que junta mais de 100 fact-checkers que combatem a desinformação relacionada com a pandemia da COVID-19. Leia mais sobre esta aliança aqui.

IFCN Badge