Primeiro, os golfinhos e os cisnes nos canais de Veneza. Depois, os elefantes numa vila na China. Foram várias as publicações que surgiram nas redes sociais durante a pandemia a dar, erradamente, conta de que a natureza e a vida selvagem tinham tomado conta de locais que, antes, estavam habitualmente sobrelotados de humanos. Mais recentemente, surgiu uma fotografia de uma longa estrada no Dubai — que nem sequer existe — coberta de areia. Trata-se de uma montagem e este fenómeno acontece recorrentemente devido às tempestades de areia, quer a população esteja fechada em casa não.

Com mais de mil partilhas, a publicação sugere que, devido ao facto de os humanos estarem confinados em casa, as estradas ficaram vazias e o deserto acabou por crescer e cobrir uma delas. “O deserto toma conta de uma auto-estrada no Dubai dois meses após a pandemia…”, lê-se na publicação.

A publicação no Facebook tem mais de mil partilhas

Desde logo, não há nenhuma estrada no Dubai tão longa, numa zona de deserto, e perfeitamente alinhada com o Burj Khalifa, o edifício mais alto do mundo, como se vê na publicação. Mesmo nas estradas perto do edifício, uma rápida pesquisa no Google Maps permite concluir que seria impossível tirar uma fotografia como esta. As estradas onde é possível ver, ao longe, o Burj Khalifa não estão alinhadas com o edifício nem sequer se localizam numa zona de deserto. E, apesar de ser o edifício mais alto do mundo, das estradas localizadas no deserto, não é possível ver o Burj Khalifa.

Captura de ecrã na estrada Ras Al Khor. Ao fundo, o edifício Burj Khalifa não está nem perto alinhado com a estrada.

Captura de ecrã na estrada Al Aim. O mesmo acontece aqui: o edifício Burj Khalifa também não está alinhado com a estrada

Captura de ecrã na estrada Al Khail. Ao fundo, o edifício Burj Khalifa também não está alinhado com a estrada, mas acaba por ser o mais próximo que está da imagem que circula no Facebook. Ainda assim, a imagem que circula nas redes sociais é supostamente tirada numa zona de deserto — o que não se verifica aqui

Na verdade, esta estrada que não existe já deu que falar. Em 2018, o fotógrafo e especialista em drones Ty Poland escreveu um texto sobre a sua experiência ao descobrir uma “estrada que não leva a lado nenhum”. Isto porque, relata, depois de “anos” a ser bombardeado no Instagram com fotografias desta suposta longa estrada, perfeitamente alinhada com o Burj Khalifa, decidiu que, quando fosse ao Dubai, ele mesmo faria a sua “própria versão da fotografia”. Mas sem sucesso. Depois de passar “algum tempo” no Google Maps e pelo Dubai a “procurar onde esta estrada poderia estar” percebeu que tinha “sido enganado por outras fotos”.

De todas as vezes que vi estas fotos, pensei que eram reais. Sempre me questionei como estas pessoas conseguiam chegar às estradas cobertas de areia com uma vista tão bonita e icónica. Quase que me senti magoado ao descobrir que tinha sido enganado”, conta num texto publicado no Fstoppers, um site sobre fotografia.

Em jeito de brincadeira, Ty Poland acabou ele próprio por tirar uma fotografia numa estrada qualquer no Dubai e fazer uma montagem, acrescentado os edifícios mais icónicos da cidade, na linha do horizonte. O fotógrafo acabaria por publicar a montagem na sua página do Instagram, com a legenda: “Encontrar lugares que não existem“. E com, entre outras, a hashtag #photoshop. Ainda assim, nos comentários, são várias as pessoas a perguntar ao fotógrafo qual a localização porque gostariam de visitar. No seu texto no Fstoppers, fala sobre isso mesmo, em como foi “incapaz de mentir sobre [a foto] tratar-se de um lugar real”, e em como tudo isto o levou a refletir: “Nunca pensei que seria capaz de ter este tipo de influência ou criar algo que poucas pessoas questionariam”.

Antes da pandemia, já as estradas ficavam cobertas de areia na sequência de tempestades

É um facto que, as estradas perto do Dubai e noutros locais de deserto, costumam ficar cobertas de areias. Mas este fenómeno em nada está relacionado com confinamento: deve-se a tempestades de areia. Já em 2012 — muito antes da pandemia – o jornal The National noticiava que quatro estradas tinham ficado cobertas de areia, na sequência de ventos fortes que tinha atingido o Dubai. Uma equipa de emergência tinha estado durante um fim de semana inteiro a retirar areia.

É, aliás, um fenómeno que tem captado, ao longo dos anos, interesse de fotógrafos e turistas que por ali passam. Por exemplo, Irenaeus Herok, fotógrafo australiano, já em 2016 tinha captado e publicado no seu Instagram uma estrada coberta de areia, no Dubai.

Também uma página no Youtube dedicada a filmar cidades através de drones publicou um vídeo em 2017 — muito antes da pandemia — que mostra várias estradas cobertas de areia, na sequência de uma tempestade, no Dubai. Aliás, uma dessas estradas que se vê no filme é muito semelhante à usada na montagem da publicação de Facebook em causa — o que sugere que pode ter sido utilizado um frame deste vídeo para a montagem.

Desde o início da pandemia que começaram a circular publicações falsas como esta, a dar conta de “um lado bom da pandemia”. Uma das primeiras que chegou às redes sociais alegava que tinha aparecido um golfinho em Veneza como consequência do decréscimo abrupto do tráfego nos canais daquela cidade italiana, motivado pelo confinamento imposto. Mas o vídeo tinha sido, na verdade, captado na cidade italiana de Cagliari, na ilha da Sardenha, em pleno Mar Mediterrâneo — bem longe de Veneza.

Fact Check. A quarentena deixou as águas de Veneza mais limpas ao ponto de aparecer um golfinho?

Mais recentemente começou a circular uma imagem de um dos principais canais de Veneza cheia de cisnes cor-de-rosa. A fotografia, erradamente associada ao confinamento, era na verdade uma obra de uma coleção da artista russa Kristina Makeeva.

Fact Check. Quarentena em Itália trouxe milhares de cisnes cor-de-rosa a Veneza?

É verdade que a paragem quase total de alguns países ou regiões contribui para uma diminuição dos níveis de poluição, mas não foi suficiente para que a natureza e a vida selvagem tivessem invadido algumas cidades como alegam estas publicações.

Conclusão

Circula no Facebook uma fotografia de uma longa estrada no Dubai coberta de areia e que sugere tratar-se de uma consequência da pandemia: que a natureza e a vida selvagem tomaram conta de locais que, antes, estavam habitualmente sobrelotados de humanos.

A estrada da fotografia —  longa, numa zona de deserto, e perfeitamente alinhada com o Burj Khalifa — nem sequer existe, tratando-se de uma montagem fotográfica, não é real. Depois, mesmo que a fotografia fosse real, este fenómeno acontece recorrentemente devido às tempestades de areia, quer a população esteja fechada em casa não. Ou seja, mesmo que tivesse acontecido nada teria a ver com a pandemia.

Assim, segundo a classificação do Observador, este conteúdo é:

Errado

No sistema de classificação do Facebook este conteúdo é:

FALSO: as principais alegações do conteúdo são factualmente imprecisas. Geralmente, esta opção corresponde às classificações “falso” ou “maioritariamente falso” nos sites de verificadores de factos.

Nota 1: este conteúdo foi selecionado pelo Observador no âmbito de uma parceria de fact checking com o Facebook.

Nota 2: O Observador faz parte da Aliança CoronaVirusFacts / DatosCoronaVirus, um grupo que junta mais de 100 fact-checkers que combatem a desinformação relacionada com a pandemia da COVID-19. Leia mais sobre esta aliança aqui.

IFCN Badge