A página de Facebook “Jornal Diario Online” partilhou uma notícia que dá conta de que, por estar em quarentena e sem o habitual movimento de turistas, as águas de Veneza estão “cristalinas”, ao ponto de até terem aparecido “golfinhos nos cais de Veneza”.

Para dar prova disso, a notícia é acompanhada por duas imagens: a de um canal veneziano com a água relativamente transparente e a de um golfinho junto a um cais, dando a crer que é em Veneza.

No entanto, este post é falso.

É verdade que as águas de Veneza ficaram mais transparentes — mas não necessariamente mais limpas — depois de ter sido decretada quarentena em toda a Itália. O facto de o turismo ter sido (na prática) interrompido naquela cidade levou a que as águas tivessem muito menos movimento de barcos. Em declarações à CNN, um porta-voz da câmara de Veneza confirmou isso mesmo.

“Agora a água parece mais limpa, porque há menos movimento nos canais, o que leva a que os sedimentos fiquem no fundo”, explicou o porta-voz. “Há menos movimento de barcos, o que normalmente leva os sedimentos para a superfície da água.”

Essa novidade permitiu ver na água pequenos peixes nalguns canais de Veneza, como este vídeo demonstra.

O que não quer dizer, porém, que se tenham avistado quaisquer golfinhos nos cais de Veneza, como a notícia falsa do “Jornal Diario Online” tenta transmitir.

A imagem que acompanha aquela notícia, que mostra um golfinho junto a um cais, não foi em Veneza mas noutra cidade italiana bem distante: Cagliari, na ilha da Sardenha, em pleno Mar Mediterrâneo. Aquela imagem foi retirada de um vídeo feito no porto de Cagliari por membros da equipa Luna Rossa Prada Pirelli, a equipa italiana na prova de vela America’s Cup.

A equipa Luna Rossa Prada Pirelli encontrava-se em Cagliari para uma etapa daquela competição. A 14 de março, durante essa estadia, um golfinho aproximou-se do cais onde a equipa estava apeada, conforme conta a Agenzia Nazionale Stampa Associata. A etapa em questão acabou por ser cancelada por causa da crise do novo coronavírus, que já matou mais de 4 mil pessoas em Itália — o maior número em todo o mundo.

Conclusão

É falso que tenha aparecido um golfinho em Veneza como consequência do decréscimo abrupto do tráfego nos canais daquela cidade italiana, por causa do regime de quarentena imposto em todo o país. A imagem utilizada pelo “Jornal Diario Online”, para tentar passar essa ideia remete, na verdade, para um golfinho que apareceu em Cagliari, na ilha de Sardenha, no Mar Mediterrâneo — ou seja, a 740 quilómetros de distância pelo ar e mais do dobro por mar.

Segundo a classificação do Observador, este conteúdo é:

Errado

No sistema de classificação do Facebook este conteúdo é:

FALSO: as principais alegações do conteúdo são factualmente imprecisas. Geralmente, esta opção corresponde às classificações “falso” ou “maioritariamente falso” nos sites de verificadores de factos.

Nota: este conteúdo foi selecionado pelo Observador no âmbito de uma parceria de factchecking com o Facebook e com base na proliferação de partilhas — associadas a reportes de abusos de vários utilizadores — nos últimos dias.

IFCN Badge