Imagens de políticos e líderes mundiais a ser vacinados tem dado aso a inúmeras publicações falsas nas redes sociais, com vídeos a sugerirem que os políticos apenas encenam a injeção para dar o exemplo — e não tomam a vacina de facto. Aconteceu com o mayor de Londres, por exemplo, e agora voltou a acontecer com Kamala Harris, vice-presidente eleita dos EUA, no momento em que foi vacinada contra a Covid-19. O vídeo chegou aos utilizadores portugueses do Facebook, que ironizam com o facto de, após administrar a vacina, a enfermeira ser vista a “dobrar” a agulha.

O momento da “dobra” é até filmado com zoom no vídeo amplamente difundido nas redes, para sugerir aos espectadores que algo de errado se passa quando uma agulha dobra. Ou seja, para sugerir que a agulha não é sequer verdadeira. Mas não. Não há engodo nenhum. Trata-se mesmo de um mecanismo de proteção para evitar acidentes com as agulhas, que está anexo à seringa. É um mecanismo de plástico (cor de rosa) desenhado pela empresa norte-americana de tecnologia médica Becton Dickinson (BD), cuja utilização é mesmo recomendada pelo Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos. Chama-se BD Eclipse Needle.

Publicação teve mais de 70 mil visualizações no Facebook

Kamala Harris foi vacinada no passado dia 29 de dezembro, como tornou público através da sua conta de Twitter, e, no dia 30 de dezembro, já o vídeo circulava no Facebook.

O vídeo mostra a enfermeira, depois de administrar a vacina, a segurar no algodão em torno da picada com a mão esquerda, e, com a mão direita, a empurrar a capa de plástico protetora contra o braço da cadeira para dar o “clique” necessário para a proteção destravar e voltar a posicionar-se sobre a agulha — tudo para a seringa ficar novamente tapada e com isso evitar riscos de picar outra superfície ou pessoa por acidente.

Na página da empresa norte-americana que fabrica estas capas protetoras de agulhas pode encontrar-se um vídeo que explica claramente como funciona o mecanismo de segurança (BD Eclipse Needle) e como deve ser colocado na agulha imediatamente a seguir à administração de cada vacina. Veja aqui o vídeo. As imagens da vacina da farmacêutica Moderna, que foi a que Kamala Harris tomou, de resto, mostram várias vezes o frasco com o conteúdo da vacina e a agulha com a referida capa protetora cor de rosa ao lado, como se pode ver aqui.

Empresa norte-americana de tecnologia médica (Becton Dickinson) tem uma página dedicada às vacinas contra a Covid-19 onde explica, entre outras coisas, como funciona o mecanismo de proteção da agulha (a cor de rosa na imagem)

Esse tipo de seringa com proteção está entre os formatos recomendados pelo Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos. É isso que se lê na página 14 do “Guia informativo de produtos sobre as vacinas contra a Covid-19 e produtos associados” (que pode ser consultado aqui e cuja imagem, em baixo, reproduz).

Trata-se, portanto, de uma “agulha hipodérmica de segurança” e é isso que se pode ver no vídeo partilhado nas redes sociais. Não é uma enfermeira a dobrar uma falsa agulha o que vemos nas imagens, mas sim uma enfermeira a cumprir todas as normas e diretrizes ao utilizar corretamente um dos produtos de proteção das vacinas contra a Covid-19. Na imagem em baixo, da Getty Images, vê-se claramente a vacina a ser administrada, com a referida capa de plástico anexa.

US-HEALTH-VIRUS-HARRIS

O mecanismo de proteção da agulha vê-se facilmente nas imagens captadas pelos fotojornalistas da Getty Images no momento da injeção

Também no vídeo da CNN sobre o momento em que Kamala Harris é vacina é percetível que não se tratou de qualquer engodo. A vice-presidente eleita dos EUA foi mesmo vacinada, e as imagens não deixam margem para dúvidas. Outros sites de fact check internacionais também analisaram o vídeo e declararam que as respetivas publicações eram falsas. Foi o caso da agência brasileira Lupa, o boatos.org, ou a página italiana de verificação de factos Open.

Nos EUA, de resto, os governantes de primeira linha foram dos primeiros a ser vacinados com o intuito de passar uma mensagem de confiança na vacina aos cidadãos. O presidente eleito Joe Biden também recebeu em dezembro a primeira dose da vacina da Pfizer/BioNtech e o ainda vice-presidente dos Estados Unidos, Mike Pence, também já foi vacinado. Kamala Harris recebeu a primeira dose da vacina da farmacêutica Moderna no dia 29.

Conclusão

Não é verdade que Kamala Harris tenha simulado a toma da vacina contra a Covid-19. A vice-presidente eleita dos EUA foi mesmo vacinada no passado dia 29 de dezembro, tendo recebido a primeira dose da vacina da farmacêutica Moderna. Em causa, nas imagens, está um mecanismo de proteção da agulha (um plástico cor de rosa), que é maleável e que serve justamente para tapar a agulha de forma a evitar acidentes. A enfermeira usa a sua mão livre para, com um jeitinho que dá no braço da cadeira onde a paciente está sentada, destravar o aplicador e voltar a tapar a seringa. É essa ilusão que sugere que a agulha “dobra”. Mas não é mais do que uma ilusão: trata-se de uma “agulha hipodérmica de segurança” desenhada pela empresa norte-americana Becton Dickinson, e cuja utilização é recomendada pelo Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos EUA.

Assim, de acordo com o sistema de classificação do Observador, este conteúdo é:

Errado

No sistema de classificação do Facebook, este conteúdo é:

FALSO: as principais alegações do conteúdo são factualmente imprecisas. Geralmente, esta opção corresponde às classificações “falso” ou “maioritariamente falso” nos sites de verificadores de factos.

IFCN Badge