Um dia depois da audição de Luís Filipe Vieira na comissão de inquérito às perdas do Novo Banco, surgiu nas redes sociais uma fotografia de um militar da GNR, junto à Assembleia da República, a segurar um saco do Benfica. A insinuação que era feita era a seguinte: aquele militar teria recebido uma prenda do presidente do clube para guardar o seu carro no estacionamento. Apesar de a fotografia ser autêntica, está descontextualizada: o militar em causa é chefe de equipa de segurança e não estava a vigiar qualquer carro, segundo assegura fonte da GNR ao Observador.

O autor da publicação faz acompanhar a fotografia de um texto onde defende que o “militar da GNR devia no mínimo ser castigado“. “Em pleno serviço, receber ofertas de um mafioso, caloteiro, devedor, criminoso, corrupto, vigarista que ia ser ouvido no Parlamento?”, questiona.

A publicação em causa tem 229 partilhas

A GNR nega firmemente o que é dito na publicação: “O post em apreço é falso“. Questionada pelo Observador, fonte oficial desta força militarizada explicou que “a fotografia foi tirada no parque interior da Assembleia da República”. O militar que é fotografado é chefe de equipa de segurança e “não estava, naquele momento, a realizar nenhuma tarefa específica em relação aos veículos que ali se encontravam estacionados”.

Então, o que estava a fazer com um saco do Benfica na mão? Ora, segundo explicou a mesma fonte ao Observador, o militar tinha-se deslocado ao parque interior da Assembleia da República “para cumprimentar um amigo seu de longa data” que lhe deu uma “lembrança”. A GNR garante que o amigo que se encontrava junto ao carro que se vê na imagem “não é o presidente do referido clube”.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

O post em apreço é falso. É igualmente falso que o militar tenha recebido qualquer prenda do Benfica”, disse fonte oficial da GNR ao Observador, numa resposta enviada por escrito.

Questionada pelo Observador, a mesma fonte da GNR explicou ainda que não abriu qualquer processo de averiguações ao militar da imagem. Recorre-se a este tipo de procedimentos quando existe “vago rumor ou indícios insuficientes de infração disciplinar”, segundo está previsto por lei — o que nem sequer foi o caso.

Embora a publicação do Facebook não diga o nome de Luís Filipe Vieira, utiliza expressões como “devedor (…) que ia ser ouvido no Parlamento”, que sugerem que é ao presidente do Benfica, ouvido no dia anterior à publicação, que o autor do post se refere. No final do texto, pode ler-se ainda uma frase que não deixa dúvidas de que é de Luís Filipe Vieira que está a falar: “Vai ser ouvido no Parlamento e leva prendas…. Imaginem então, nos bastidores dos jogos e estádio da Luz, o que não devem fazer.”

O devedor “que não foge”, mas que já gerou perdas de 181 milhões. O que disse (e o que não disse) Luís Filipe Vieira

Conclusão

Circula nas redes sociais uma fotografia de um militar da GNR, junto à Assembleia da República, a segurar um saco do Benfica. O autor da publicação afirma que aquele militar teria recebido uma prenda do presidente do clube para guardar o seu carro no estacionamento.

Contactada pelo Observador, a GNR garantiu que é falso que o militar tenha recebido qualquer prenda do Benfica e esclareceu que o militar fotografado é chefe de equipa de segurança e “não estava, naquele momento, a realizar nenhuma tarefa específica em relação aos veículos que ali se encontravam estacionados”. O militar tinha-se deslocado ao parque interior da Assembleia da República “para cumprimentar um amigo seu de longa data”, que “não é o presidente do referido clube”, mas que lhe deu uma “lembrança”.

Assim, de acordo com o sistema de classificação do Observador, este conteúdo é:

ERRADO

No sistema de classificação do Facebook este conteúdo é:

FALSO: as principais alegações do conteúdo são factualmente imprecisas. Geralmente, esta opção corresponde às classificações “falso” ou “maioritariamente falso” nos sites de verificadores de factos.

Nota: este conteúdo foi selecionado pelo Observador no âmbito de uma parceria de fact checking com o Facebook.

IFCN Badge