806kWh poupados
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica.
Saiba mais

Segunda-feira Negra

Segunda-feira Negra

O homem mais rico da China perdeu 3,2 mil milhões

Wang Jianlin, o homem mais rico da China, perdeu 3,2 mil milhões de euros na segunda-feira, na derrocada das bolsas mundiais.
Segunda-feira Negra

Já não se lembrava como é o desespero nas bolsas?

O dia foi de fortes quedas nas bolsas asiáticas, mas não só. Se já não se lembrava de como era o desespero destes dias, veja esta fotogaleria da "segunda-feira negra".
Segunda-feira Negra

Petróleo arrastado pelo Irão e pela China

O barril de petróleo em Londres está a ser negociado por menos de 45 dólares, o mínimo em 6 anos. Os avisos do Irão sobre o aumento de produção e a potencial desaceleração da China são a razão.
Segunda-feira Negra

Segunda-feira negra. Lisboa perde 3,1 mil milhões

Bolsas mundiais fecharam negativas. Lisboa ficou entre as piores, a perder 5,80%. Ondas de choque dos mercados asiáticos passaram pela Europa e acalmaram nos EUA.
Segunda-feira Negra

Black Monday: Bolsa de Xangai em queda histórica

A bolsa de Xangai fechou hoje com perdas de 8,5%. O efeito de contágio já se estendeu às bolsas europeias, que estão todas a cair. O dia mal começou, mas já se fala de uma "segunda-feira negra".

Ofereça este artigo a um amigo

Enquanto assinante, tem para partilhar este mês.

A enviar artigo...

Artigo oferecido com sucesso

Ainda tem para partilhar este mês.

O seu amigo vai receber, nos próximos minutos, um e-mail com uma ligação para ler este artigo gratuitamente.

Ofereça artigos por mês ao ser assinante do Observador

Partilhe os seus artigos preferidos com os seus amigos.
Quem recebe só precisa de iniciar a sessão na conta Observador e poderá ler o artigo, mesmo que não seja assinante.

Este artigo foi-lhe oferecido pelo nosso assinante . Assine o Observador hoje, e tenha acesso ilimitado a todo o nosso conteúdo. Veja aqui as suas opções.

Atingiu o limite de artigos que pode oferecer

Já ofereceu artigos este mês.
A partir de 1 de poderá oferecer mais artigos aos seus amigos.

Aconteceu um erro

Por favor tente mais tarde.

Atenção

Para ler este artigo grátis, registe-se gratuitamente no Observador com o mesmo email com o qual recebeu esta oferta.

Caso já tenha uma conta, faça login aqui.

Há 4 anos recusámos 90.568€ em apoio do Estado.
Em 2024, ano em que celebramos 10 anos de Observador, continuamos a preferir o seu apoio.
Em novas assinaturas e donativos desde 16 de maio
Apoiar

19 MAIO 2024 - SEDE OBSERVADOR

Atos de vandalismo não nos calarão.

Apoie o jornalismo que há 10 anos se pauta pela liberdade de expressão e o nunca vergar por qualquer tipo de intimidação.

Assine 1 ano / 29,90€

MELHOR PREÇO DO ANO