O dirigente socialista João Proença anunciou esta sexta feira a apresentação de um protesto na comissão eleitoral das primárias por um membro de uma junta de freguesia de Lisboa, apoiante de António Costa, já estar a promover inscrições de simpatizantes.

João Proença, membro do secretariado nacional do PS e apoiante do secretário-geral, António José Seguro, considerou ilegal a iniciativa do militante Luís Coelho, frisando que o prazo de inscrições de simpatizantes das primárias apenas abre a 15 de julho e que a ficha de inscrições publicitada na internet é uma versão anterior daquela que se encontra validada pela comissão eleitoral das primárias.

“Após uma reunião [na quinta-feira] realizada entre a direção de campanha de António Costa e seus apoiantes nas freguesias, um funcionário de uma freguesia de Lisboa colocou no seu Facebook um apelo à inscrição de simpatizantes nas primárias, mas juntamente com o apelo colocou uma também ficha de inscrição relativamente às primárias, algo quer consideramos extremamente grave”, declarou o ex-secretário de Estado da UGT.

De acordo com João Proença, “compete à comissão eleitoral promover a inscrição de simpatizantes nas eleições primárias [de 28 de setembro] e, segundo o regulamento, a partir do próximo dia 15”.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

“Ainda não abriu a inscrição das primárias, e como é que um funcionário de uma Junta de Freguesia de Lisboa coloca no seu Facebook uma ficha de inscrição, que, diga-se, não é a ficha de inscrição que a comissão eleitoral distribuiu na quinta-feira?”, questionou o membro do Secretariado Nacional do PS.

Numa cópia que foi fornecida aos jornalistas, o militante socialista Luís Coelho escreve que está “a trabalhar arduamente para António Costa ser o futuro primeiro-ministro de Portugal” e, depois, também na sua página, anexa uma alegada ficha de inscrição de simpatizantes para as eleições primárias de 28 de setembro.