Pedro Passos Coelho comunicou nesta terça-feira, numa intervenção em Castelo Branco, que o défice público previsto para 2015 ficará em 2,7%. O valor anunciado pelo primeiro-ministro excede em duas décimas a meta que tinha sido inscrita nos compromissos com Bruxelas, e assumidos, em abril, no Documento de Estratégia Orçamental, e representa um acréscimo de 350 milhões de euros em comparação com a projeção anterior.

“Ao longo destes três anos, apesar da recessão, conseguimos baixar para 4% o défice e, no próximo ano, iremos reduzi-lo para 2,7%”, afirmou Pedro Passos Coelho, citado pela Lusa, sublinhando que esta será a primeira vez em 15 anos que Portugal terá um défice abaixo dos 3%. Pedro Passos Coelho fez este anúncio numa deslocação ao concelho de Oleiros, na véspera da entrega da proposta de Orçamento do Estado para 2015 na Assembleia da República, agendada para esta quarta-feira.