Pelo menos quatro pessoas foram feridas durante um tiroteio na escola secundária de Marysville-Pilchuck, a cerca de 80 quilómetros de Seattle. Apesar de o atirador ser a única morte confirmada, a Associated Press avançou que existe uma outra vítima mortal, confirmada pela Polícia do Estado de Washington. Três das vítimas estão em estado crítico, refere também a Associated Press cintando fontes hospitalares.

De acordo com as forças policiais no local, o atirador, que se terá suicidado com um único tiro depois do incidente, era um dos alunos da escola. Não foram divulgadas mais informações sobre a sua identidade, mas a CNN diz tratar-se de Jaylen Fryberg. As autoridades acreditam que terá atuado sozinho.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

O tiroteio terá começado no refeitório, onde Fryberg terá disparado na direção de uma mesa cheia de alguns dos seus colegas. Adam Holston, de 14 anos, disse ao Seattle Times que estava a sair do refeitório quando ouviu tiros. “Toda a gente começou a correr. Consegui ouvir os tiros e o meu coração começou aos saltos e não sabia o que é que estava a acontecer”, contou ao jornal.

Também ao Seattle Times, Jarron Webb, de 15 anos, disse que o atirador estava zangado com uma rapariga porque esta não queria namorar com ele. Webb referiu que a rapariga era uma das vítimas mortais dos disparos. Outro estudante, Jordan Luton, disse à CNN que Fryberg disparou contra os próprios amigos. “Eram amigos dele, por isso não foi ao acaso”, explicou. “Depois virou-se e olhou para mim e para a minha namorada e fez uma espécie de sorriso. Depois virou-se e disparou mais tiros lá fora”, acrescentou.

Ainda segundo a Associated Press, os estudantes estão a ser encaminhados para uma igreja local, onde estão vários autocarros que os levarão para casa. O comandante da polícia de Marysville, Robb Lamoureux, disse aos jornalistas que as forças policiais continuam com as buscas dentro do edifício, de modo a assegurar que todas as salas estão seguras e que não existem mais feridos.

A polícia foi informada do tiroteio por volta das 10h30 (18h30 em Portugal), através de uma chamada feita do interior da escola.