No âmbito do projeto “Proteção Florestal”, a organização quer não só promover ações de sensibilização para “aproximar todos os cidadãos da floresta”, nomeadamente os mais jovens, como também dar seguimento ao movimento, para que os participantes façam a “manutenção das árvores que vão ser plantadas”, referiu à Lusa o vice-presidente da AMO, Carlos Evaristo.

O evento, com início marcado para a manhã de sábado, vai decorrer em várias áreas florestais, entre as quais o Parque Natural do Buçaco, o Monte Padrão de Santo Tirso e o Parque Florestal de Monsanto.

Nalguns casos, devido à disponibilidade da própria organização local, o movimento será adiado para domingo, como no Parque Natural de Sintra-Cascais.

Segundo informação do ‘site’ da associação, além da plantação de azinheiras, medronheiros, sobreiros, entre outras árvores disponíveis para a reflorestação nacional, vai haver uma recolha de bolotas para semear, inclusive em Moura.

A AMO Portugal surgiu em 2010 com o movimento cívico “Limpar Portugal”, que se prolongou até 2013 com o tema “Limpar Portugal 2013 – Responsabilizar Portugal”, com a promoção de um debate público nacional sobre a problemática do lixo e do desperdício.