A agência de notação financeira Fitch manteve em BB+ a classificação da dívida pública de Portugal, que atribuíra em abril e reafirmara em outubro, e a apreciação positiva da sua perspetiva, refere em comunicado. Porém, a base da análise e as perspetivas de futuro estão sujeitas a um conjunto de alertas e riscos.

Ao contrário, a Fitch espera que as próximas eleições legislativas não tragam “um desvio relevante de política”, uma vez que “os dois principais partidos (PSD e PS) são pró-europeus”, além de que “não há partido populista ou antieuropeu que tenha atraído apoio significativo nas sondagens de opinião”.