Presidenciais 2016

Passos Coelho não afasta apoio nas presidenciais. Marcelo sorri

Passos Coelho ainda não pôs de parte a possibilidade de apoiar Marcelo Rebelo de Sousa se este decidir avançar. Professor recusa comentar, mas sorri das notícias.

A relação entre os dois foi fria, mas estarão agora a aproximar-se

Estela Silva/LUSA

Primeiro recusou apoiar um candidato que seja “um cata-vento de opiniões”, classificação que Marcelo Rebelo de Sousa encaixou como sendo dirigida a si. Depois foi recusando falar de presidenciais, mas agora parece existir uma aproximação da relação entre o primeiro-ministro e o professor, possível candidato a Belém. O Expresso diz que Passos não recusou a possibilidade de um apoio e ao Observador Marcelo sorri com a hipótese.

O semanário (edição impressa) dá conta que as relações têm vindo a ficar menos frias entre os dois e relatam uma fonte próxima do primeiro-ministro que diz que este “nunca mostrou ter sobre o assunto uma posição fechada ou alicerçada no preconceito”, dando a entender que a possibilidade de um apoio a Marcelo não tem a porta fechada.

Marcelo Rebelo de Sousa prefere não comentar, mas em conversa com o Observador não deixa de sorrir com a “boa notícia”. O comentador fica por aqui na reação à notícia de que afinal ainda nem tudo está perdido no que aos apoios do partido diz respeito.

Marcelo é aliás o candidato em melhor posição nas sondagens, mas disse só tomar uma decisão depois das eleições legislativas. Já Rui Rio, também dado como possível candidato deixou em aberto a possibilidade de avançar até mais cedo. Terá falado com Passos Coelho, que não lhe prometeu apoio, mas também não lhe travou as intenções.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
PGR

Estão a gastar a nossa herança!

Gonçalo Pistacchini Moita
269

Muitos de nós julgam saber o que levou António Costa a propor a substituição da Procuradora Geral da República. Poucos saberão, de facto, o que levou Marcelo Rebelo de Sousa a aceitá-la. 

PGR

Estão a gastar a nossa herança!

Gonçalo Pistacchini Moita
269

Muitos de nós julgam saber o que levou António Costa a propor a substituição da Procuradora Geral da República. Poucos saberão, de facto, o que levou Marcelo Rebelo de Sousa a aceitá-la. 

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)