Rádio Observador

Receitas

Abóbora assada com queijo de cabra

450

Para quê esperar pelo Halloween para começar a mexer em abóboras, sobretudo quando se podem comê-las assadas? Uma receita perfeita para dias de outono, quando o corpo pede comida de conforto.

Teresa Rebelo

Oh, o admirável mundo novo das abóboras!

Em casa dos meus pais, quando era pequena, a abóbora servia apenas para duas coisas: fazer sopa ou fazer doce. O único tipo de abóbora que eu conhecia era aquele que tínhamos no quintal, de grande porte e interior amarelo claro, que agora sei chamar-se ‘porqueira’. Só quando comecei a interessar-me mais pela cozinha e criei o blogue é que descobri que havia mais variedades e muitas outras utilizações culinárias, como purés, assados, gratinados e até bolos.

Apesar das abóboras se conservarem durante muito tempo após serem apanhadas, é no outono que elas mais brilham, não fosse esta a estação do Halloween. Mas não é de bruxas ou de morcegos que esta receita fala. Aliás, de assustadora não tem nada: são poucos os ingredientes que pede e é muito, muito fácil de fazer.

Pensando bem, talvez a abóbora assim preparada tenha afinal um poder mágico: o da comida de conforto que delicia e apetece partilhar.

abobora_assada_2

Abóbora assada com queijo de cabra

Para 4, como entrada ou refeição leve

1 abóbora manteiga
120 g de queijo de cabra
1 colher de sobremesa de azeite
Sal qb
Pimenta preta qb
Ervas da Provença qb (ou outras ervas aromáticas a seu gosto)
Pevides de abóbora e nozes qb para polvilhar
Rúcula para servir

Pré-aqueça o forno nos 180º.
Lave a abóbora e corte-a ao meio ao comprimento.
Retire os filamentos das cavidades, descarte-os, mas reserve as pevides.
Numa taça, coloque o azeite, as especiarias, uma pitada de sal (não se esqueça que o queijo de cabra já tem sal) e pimenta.
Mexa bem e barre as metades de abóbora com esta mistura.
Coloque-as numa assadeira, viradas para cima e leve-as ao forno entre 45 minutos a 1 hora.
Entretanto, limpe as pevides, seque-as e leve-as ao forno sobre papel vegetal, durante cerca de 10 minutos (algumas vão estourar tipo pipocas, não se assuste!). Retire e deixe arrefecer.
Quando a abóbora estiver praticamente pronta (uma faca, quando espetada, deve entrar sem qualquer resistência na polpa da abóbora), retire do forno e espalhe o queijo pelas duas metades (se nas cavidades se tiver concentrado muito líquido, escorra-o com cuidado antes de colocar o queijo). Leve de novo ao forno a gratinar por uns 10 minutos.
Retire, tempere com mais um pouco de pimenta preta acabada de moer e espalhe as pevides e os pedacinhos de miolo de noz.
Sirva bem quente com uma salada de rúcula (no final, experimente comer a casca: é deliciosa!)

Teresa Rebelo é autora do blogue Lume Brando.

Não queremos ser todos iguais, pois não?

Maio de 2014, nasceu o Observador. Junho de 2019, nasceu a Rádio Observador.

Há cinco anos poucos acreditavam que era possível criar um novo jornal de qualidade em Portugal, ainda por cima só online. Foi possível. Agora chegou a vez da rádio, de novo construída em moldes que rompem com as rotinas e os hábitos estabelecidos.

Nestes anos o caminho do Observador foi feito sem compromissos. Nunca sacrificámos a procura do máximo rigor no nosso jornalismo, tal como nunca abdicámos de uma feroz independência, sem concessões. Ao mesmo tempo não fomos na onda – o Observador quis ser diferente dos outros de órgãos de informação, porque não queremos ser todos iguais, nem pensar todos da mesma maneira, pois não?

Fizemos este caminho passo a passo, contando com os nossos leitores, que todos os meses são mais. E, desde há pouco mais de um ano, com os leitores que são também nossos assinantes. Cada novo passo que damos depende deles, pelo que não temos outra forma de o dizer – se é leitor do Observador, se gosta do Observador, se sente falta do Observador, se acha que o Observador é necessário para que mais ar fresco circule no espaço público da nossa democracia, então dê o pequeno passo de fazer uma assinatura.

Não custa nada – ou custa muito pouco. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)