O Partido Socialista já está a contar, caso venha a formar governo, com mais uma injeção de recursos financeiros no Novo Banco através de um novo empréstimo ao Fundo de Resolução. Segundo o Expresso, o PS desconfia das contas do governo sobre o Novo Banco e, tendo em conta que os outros bancos estão a cerrar fileiras na recusa de mais custos para o setor, é expectativa dos socialistas que a fatura sobre para o Estado.

Nas próximas semanas o Banco Central Europeu (BCE) irá divulgar o resultado do teste de stress ao Novo Banco (entidade que não foi avaliada no ano passado, como as outras) e o número que tem surgido na imprensa aponta para necessidades adicionais em torno de dois mil milhões de euros. Essa insuficiência terá de ser suprida no tempo máximo de seis meses, pelo que, segundo o Expresso, os socialistas preveem, se vierem a formar governo, negociações com Bruxelas para mais um empréstimo estatal.

O Expresso não especifica as fontes que transmitiram esta informação, sendo que, oficialmente, ninguém comenta.