Um dia depois de se ter reunido com a chanceler alemã, Angela Merkel, o Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, escreveu na rede social Twitter que a Alemanha deve “vastas quantias de dinheiro” aos Estados Unidos, no âmbito das colaboração ao abrigo da NATO.

“…vastas quantias de dinheiro à NATO e aos Estados Unidos devem ser pagas pela poderosa mas cara defesa que fornecemos à Alemanha”, escreveu o Presidente. Depois de um encontro que, se não foi hostil, foi pelo menos embaraçoso — e tornou claras as diferenças entre os dois líderes –, Donald Trump disse que essas perceções eram produto dos meios de comunicação que difundem notícias falsas e que a reunião com a Chanceler alemã tinha sido “muito boa”.

“Imigração é um privilégio, não um direito”. Assim foi o encontro entre Trump e Merkel

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Não é a primeira vez que Trump critica os restantes países da NATO por não contribuírem para o orçamento da organização, mas há quem considere demasiado simplista a acusação de que a Alemanha “deve dinheiro aos Estados Unidos”.

Ivo Daadler, antigo embaixador dos Estados Unidos na NATO, utilizou também o Twitter para dizer que Trump parecia não entender muito bem como a Aliança funciona.

Ivo Daadler, antigo embaixador dos Estados Unidos na NATO, utilizou também o Twitter para dizer que Trump parecia não entender muito bem como a Aliança funciona.

“Os Estados Unidos têm de facto em grande compromisso militar na NATO mas não é um favor à Europa, é vital para a nossa segurança”, escreveu o Daadler, em uma de 10 intervenções sobre o assunto na rede social.