A Rússia, “muito preocupada” com o ressurgimento de tensões na Coreia do Norte, exortou esta sexta-feira todas as partes a conterem-se e evitar qualquer ação que possa ser interpretada como uma “provocação”, anunciou o Kremlin. O apelo da Rússia surge após as novas ameaças dirigidas pelo Presidente norte-americano, Donald Trump, ao governo de Pyongyang.

“Moscovo está a acompanhar com grande preocupação as tensões crescentes na península coreana. Apelamos a todos os países para mostrar moderação e evitar qualquer ação que possa ser interpretada como uma provocação”, disse o porta-voz do Kremlin, Dmitri Peskov, aos jornalistas.

Na quinta-feira, Donald Trump abordou a situação na Coreia do Norte depois de os Estados Unidos terem largado uma bomba não-nuclear no leste do Afeganistão, o mais potente dispositivo convencional do arsenal norte-americano.

“A Coreia do Norte é um problema, o problema será tratado”, afirmou Donald Trump.