Roger Ailes, fundador e antigo diretor executivo do canal de televisão norte-americano Fox News, morreu esta quinta-feira, três dias depois de ter completado 77 anos. A morte de Ailes foi confirmada pela sua mulher, Elizabeth Ailes, em comunicado.

“Estou triste e de coração partido ao anunciar que o meu marido, Roger Ailes, morreu esta manhã”, afirmou Elizabeth Ailes, citada pelo Washington Post. “Roger era um pai e marido dedicado, e um amigo leal. Era também um patriota, profundamente grato por viver num país que lhe deu tantas oportunidades de trabalhar, crescer e retribuir”, diz a viúva.

Roger Ailes estava afastado da liderança da Fox News desde julho do ano passado, quando foi alvo de múltiplas acusações de assédio sexual. O escândalo começou quando a pivot Gretchen Carlson acusou o então líder da estação de televisão de lhe cortar o salário porque ela se recusou a ter relações sexuais com ele. Depois da primeira acusação, várias outras mulheres vieram a público acusar Ailes de cobrar favores sexuais em troca de promessas de emprego na Fox News.

Roger Ailes foi o diretor executivo da Fox News durante 20 anos, sendo responsável por transformar a estação num dos canas de notícias mais influentes do país. Depois da saída de Ailes, foi Rupert Murdoch a assumir a liderança da estação, acumulando as funções com a liderança do grupo empresarial Fox Business Network.

Roger Ailes demite-se da direção Fox News

Antes de ter sido nomeado por Murdoch para a direção da Fox News, Roger Ailes ocupou cargos de consultor de comunicação no governo norte-americano, tendo sido consultor do presidente George H. W. Bush.