O Deutsche Bank, maior banco da Alemanha, prevê transferir para Frankfurt grande parte da negociação que agora realiza em Londres devido à saída do Reino Unido da União Europeia (UE), foi anunciado esta segunda-feira.

Vários meios de comunicação informaram, recentemente, que o Deutsche Bank vai levar grande parte da banca de investimento para Frankfurt, cidade onde se realizará e liquidará a negociação com investidores institucionais e empresas da Europa.

Uma porta-voz do Deutsche Bank afirmou esta segunda-feira à agência Efe que estas informações, que atingem até 20.000 clientes e as respetivas contas, são “sensatas”, mas recusou fazer mais comentários.

Depois do Brexit, Londres poderia perder o acesso ao mercado bancário do euro e, por isso, muitos bancos estão a estudar onde realizar as atividades atualmente concentradas na City. Estes planos poderão mudar dependendo de como correrem as negociações da saída.

O banco britânico Standard Chartered disse há tempos que vai estabelecer em Frankfurt a sua central na UE e três bancos japoneses – Sumitomo Mitsui, Nomura e Daiwa Securities – disseram, recentemente, que tencionam abrir filiais na capital financeira alemã.

Os bancos de investimento norte-americanos Goldman Sachs e Morgan Stanley também querem transferir para Frankfurt parte da negociação que realizam a partir de Londres.