Uma menina luso-descendente de nove anos desapareceu no sábado à noite, na região de Pont-de-Beauvoisin, em França. As autoridades estão a investigar o caso e não excluem a hipótese de rapto.

Maëlys de Araújo desapareceu sem deixar rasto durante uma festa de casamento. A mãe da menina, prima da noiva, deu conta da ausência da filha quando passavam poucos minutos das 3 horas da madrugada. As primeiras buscas não produziram qualquer resultado e a polícia foi chamada ao local.

Até ao momento, as autoridades francesas já fizeram buscas nos rios da região e nos terrenos que circundam o local, com recurso a mergulhadores, cães farejadores e helicópteros, como dá conta a comunicação social francesa. Sem efeito.

Os investigadores já ouviram todos os 180 convidados que estavam na festa de casamento e procuram agora localizar quase 70 pessoas que estavam noutros salões e bares próximos do local. A última vez que foi vista, Maëlys estava na sala das crianças e a hipótese de ter simplesmente fugido já foi descartada. O cenário mais provável é que a criança tenha sido metida num automóvel e raptada.

De acordo com a Dietlind Baudoin, a procuradora que acompanha o caso, os cães farejadores “detetaram o cheiro da menina no parque de estacionamento e depois perderam-no, o que pode indiciar ter havido um rapto”. Além disso, “dado o tempo já decorrido e face aos meios empregues para encontrar a pequena Maëlys, a pista criminal não está descartada”, afirmou a responsável francesa.

A polícia francesa fez, entretanto, uma apelo nas redes sociais para que as pessoas ajudem a dar informações e a localizar a menina luso-descendente. Maëlys “mede 1,30 metros, pesa 28 quilos, tem pele morena, olhos e cabelos castanhos. Vestido sem mangas e sapatos brancos tipo sabrinas”, informam as autoridades.