Luka Modric foi acusado pela Procuradoria de Madrid de ter defraudado o fisco espanhol em pelo menos 870 mil euros relativos sobre o Imposto sobre a Renda de Pessoa Física, calculado com base nos ganhos do jogador, entre 2013 e 2014.

De acordo com o jornal espanhol ABC, a Procuradoria afirma que o valor da fraude pode ser maior: a Oficina Nacional de Investigação de Fraude detetou a possível existência de movimentos financeiros do médio croata no ‘paraíso fiscal’ da llha de Man.

A queixa contra Modric surge um dia depois de Marcelo, outro jogador do Real Madrid, ter admitido fraude fiscal e comprometido a pagar cerca de 500 mil euros.

Além de Modric e Marcelo, também ex e atuais jogadores do Real Madrid, como Cristiano Ronaldo, Ricardo Carvalho, Fábio Coentrão, Pepe e Di Maria, bem como José Mourinho, receberam queixas ou foram acusados de ter cometido fraude fiscal durante as suas passagens pelo futebol espanhol. Ricardo Carvalho e Di Maria foram, inclusive, condenados a prisão com pena suspensa. Coentrão decidiu pagar 1,7 milhões de euros ao fisco.

A Procuradoria de Madrid também fez queixa contra a mulher de Luka Modric e a entidade Ivano S.A.R.L., que tem sede no Luxemburgo.